03066bf794a14ea915fce1a765736d82.jpeg Antigo Paço Municipal está sendo reformado para receber a Casa da Cultura

de9e6360e2a7d056ac81e4c570bac2b4.jpeg Empresários recebem palestra sobre colaborador na modalidade PJ

b9ed51804a38497e3d713e4b85a0b9ff.jpeg Outubro Rosa: voluntários organizam pedal de conscientização

6ce5fa3101a7024c779d8506147a16f1.jpeg Irmãs palhocenses produzem e doam “naninhas” para crianças das escolas públicas

4591eb7458e13b72850d0266561322bb.jpeg Jovens atletas representam Palhoça em competições estaduais

b1389c69ecc88f51f017f24a6510b6da.jpeg Judoca criado dentro do programa Palhoça Esportiva é campeão estudantil

678354f0c4a3c4a0a66e5acc0f97f463.PNG PBec Brasil vence primeira partida oficial como clube profissional

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX


Atividade física pode reduzir efeitos da Covid-19

Estudo comprovou os benefícios dos exercícios como fator modificador nos índices de mortalidade de pacientes infectados que passaram por internação hospitalar

b55899368f8670180d3d3b5f3f505cc1.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Em artigo publicado na revista científica americana ‘Infectious Diseases and Therapy’, pesquisadores relataram, após analisar pacientes com Covid-19, que treinos aeróbicos contribuem para fortalecer a imunidade em geral e o sistema respiratório, podendo minimizar a morbidade e mortalidade decorrentes do vírus.

O estudo foi realizado em um grupo de 500 pessoas, com idades entre 18 e 70 anos, que passaram por internação em um hospital de Madrid, capital da Espanha. Os pacientes foram divididos em 2 grupos: sedentários e ativos. Ou seja, os que não praticavam qualquer tipo de atividade física e aqueles que tinham o hábito de se manter em movimento por pelo menos 30 minutos, 2x na semana.

Entre os resultados,  foi constatado que a prática regular de atividade física aumenta em até 8x a chance de sobrevivência na internação, se comparado ao grupo sedentário. A taxa de mortalidade registrada foi de 1,8% para os ativos, enquanto que para os paradões ficou em 13,8%. Além disso, também foi identificado que o grupo sedentário teve mais insuficiência respiratória e inflamação sistêmica que o grupo ativo.

O professor e influenciador técnico da Fit Sul, franqueada da Smart Fit em Santa Catarina, Walter Oliveira, explica que a prática de atividade física ajuda o organismo a produzir agentes anti-inflamatórios, que vão atuar justamente no reforço da defesa do corpo. “Temos um tratamento precoce realmente comprovado cientificamente, que ajuda de fato a controlar fatores de riscos relacionados à mortalidade, como diabetes, hipertensão e obesidade. Daí a importância de se manter em movimento”, reforça.

Confira 4 exercícios, com duração de 20 a 25 minutos, para sair do sedentarismo e melhorar a imunidade:

Sentar/levantar  - Como o próprio nome já diz, sentar e levantar é um movimento natural, porém com algumas observações: coloque seu peso sobre o meio do pé e calcanhar; assim que encostar o glúteo (bumbum) no banco, logo fique em pé pois não é para relaxar; e mantenha o tronco alinhado, sempre olhando para frente durante a execução.

Prancha tocando os ombros - Esse exercício consiste em tocar os ombros de forma alternada na posição de flexão de braço. Para ficar mais fácil o movimento, você pode realizar o exercício com os joelhos no chão. 

Abdominal curto - Deitado (a) de peito para cima, faça movimentos mais curtos, inspirando na descida e soltando o ar na subida do tronco.

Corrida estacionária - Consiste basicamente em simular o movimento de um trote. O segredo desse exercício é encostar a ponta do pé no solo o mais rápido possível, amortecendo o impacto.

Faça de 20 a 30 segundos de cada movimento, com descanso de 15 a 30 segundos entre um exercício e outro. Lembre de sempre contrair o abdômen durante o exercício e repita os movimentos até chegar no tempo proposto ( 20 a 25 min).

E para os que não abrem mão de malhar com o acompanhamento de profissionais e em segurança, as unidades da Fit Sul, franqueada da Smart Fit em Santa Catarina, reforçaram seu protocolo. Além das aulas serem agendadas, a cada troca de turma entra em campo o time da limpeza para a higienização de todos os equipamentos e em alguns momentos do dia os espaços são fechados por 30 min para nebulização com o mesmo protocolo utilizado em hospitais. Com isso, em mais de 40 semanas de testes e acompanhamento de sintomas de todo o time da academia não foi registrado nenhum foco ou surto de Covid-19.



Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg