Interdição no cultivo de ostras e mexilhões

Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural identificou presença de coliformes fecais em moluscos na Barra do Aririú

485f45585b4bb344aeccfe1524a1323a.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural comunica a interdição dos cultivos de ostras e mexilhões da Barra do Aririú, devido à presença de Escherichia coli (E. coli) acima dos limites permitidos. A partir desta quarta-feira (15), está proibido retirar e comercializar ostras, mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia dessas áreas.

A medida foi necessária após exames laboratoriais detectarem a concentração de coliformes fecais acima dos limites permitidos nos cultivos de moluscos bivalves em apenas nessas duas localidades. Esse fenômeno é decorrente da combinação de chuvas e do maior número de pessoas visitando o litoral catarinense.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif