BondEconomia - 07/07

 

Concessão da BR-101 Sul representa investimento em conservação e obras

 

Sobre a assinatura do contrato de concessão do trecho sul da BR-101, na segunda-feira (6), no aeroporto de Jaguaruna, o presidente da Federação das Indústrias, Mario Cezar de Aguiar, afirmou que o ato representa a garantia de investimentos fundamentais para conservação e melhoria do trecho concedido. “Isso permitirá que a rodovia receba investimentos e tenha melhores condições de trafegabilidade e segurança. Serão R$ 7,5 bilhões de investimentos ao longo dos 30 anos de concessão, o que representa a aplicação anual de R$ 250 milhões”, afirma. "É um valor importante, tendo em vista que o total aportado pelo governo federal em todas as rodovias federais de SC soma R$ 465 milhões por ano", acrescenta.

Aguiar lembra que, do total previsto, R$ 4 bilhões serão aplicados na conservação do trecho. "Estudo que realizamos em 2014 já mostrava que a falta de manutenção é o principal problema da rodovia, pois provoca uma série de problemas, inclusive, compromete a segurança dos usuários. A correção disso, por meio da concessão, é a melhor solução para a sociedade, pois para cada R$ 1 investido na manutenção, são economizados R$ 4 que teriam que ser gastos com restauração", afirma.

O Grupo CCR venceu o leilão realizado em fevereiro, com a proposta de tarifa de pedágio de R$ 1,97 por praça. No total, foram concedidos 220 quilômetros entre Paulo Lopes (SC) e a divisa com o estado do Rio Grande do Sul. O trecho concedido engloba os municípios catarinenses de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Jaguaruna, Sangão, Içara, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul e São João do Sul.

 

WEG FAZ AQUISIÇÃO

A multinacional catarinense WEG anuncia um acordo para a aquisição do controle da startup BirminD, empresa de tecnologia atuante no mercado de inteligência artificial aplicada à industrial analytics. Com o fechamento do acordo, a WEG passa a ter 51% do capital social da BirminD, com possibilidade, prevista em contrato, de aumentar sua participação nos negócios, futuramente.

Fundada em 2015, em Sorocaba (SP), a BirminD é uma empresa que provê soluções de otimização industrial focada em trazer os conceitos mais avançados de industrial analytics, um dos pilares da indústria 4.0. A empresa atende clientes de médio e grande porte, oferecendo soluções de análise industrial, otimização de malhas de controle e avaliação do retorno financeiro de serviços antes mesmo de executá-los e sem a necessidade de um especialista em automação ou ciência de dados.

Segundo Carlos José Bastos Grillo, diretor de Negócios Digitais da WEG, a aquisição faz parte da estratégia da companhia de expandir os recursos da WEG Digital Solutions e da plataforma IoT WEGnology, lançadas há pouco tempo. Recentemente, a WEG anunciou a aquisição da startup Mvisia, especializada em soluções de inteligência artificial aplicada à visão computacional para a indústria.



Publicado em 07/07/2020 - por Luiz Fernando Bond

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg