f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

Acusado de atirar contra Andreia da Silva deve ir a júri popular

O suspeito está preso preventivamente; o caso ocorreu em janeiro deste ano e a jovem atingida está tetraplégica

69be9985f9aa2e86e8b970aa3deabce2.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Deve ir a júri popular, acusado por quatro tentativas de homicídio, o homem que atirou em Andreia da Silva, ocasionando na tetraplegia da jovem. A decisão veio do Ministério Público de Santa Catarina e dá desdobramentos ao caso ocorrido em janeiro deste ano. Na ocasião, quatro tiros foram disparados contra Andreia e um grupo de amigos.  

As investigações começaram ainda na segunda quinzena de janeiro. Conforme testemunhas, o acusado foi rapidamente identificado pela polícia. 

O advogado do atirador chegou a impetrar Habeas Corpus no Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, a fim de que o acusado respondesse o processo em prisão domiciliar, sob argumentos de ser policial militar e possuir idade avançada. Porém, o pedido foi negado e o autor réu continua em prisão preventiva. 

Logo após a conclusão do inquérito policial, o Ministério Público efetivou a denúncia por quatro tentativas de homicídio qualificados e por porte ilegal de arma de fogo. 

O incidente
Moradora de Palhoça, Andréia da Silva confraternizava com os amigos em Três Riachos, bairro que pertence ao município de Biguaçu, na tarde do dia 17 de janeiro. Eles estavam sobre uma estrutura metálica, posando para fotos, quando o pai do dono da estrutura teria efetuado quatro disparos com arma de fogo contra o grupo.

Atingida, a jovem de 32 anos sofreu uma queda e teve a medula perfurada. Por conta disso, ela perdeu os movimentos das pernas e do braço esquerdo. Atualmente, Andreia precisa de auxílio de cuidadoras, por conta das dificuldades diárias.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg