Nova empresa assume as obras na Praça Sete

Segundo a Prefeitura, a antiga empresa tem um histórico de atrasar obras no município

8df8e05b3bd9c4da1368ed47b736db8a.jpg Foto: ARTE/JPP

Por: Sofia Mayer*


As obras de reformulação da Praça Sete de Setembro, no Centro de Palhoça, estão com problemas no cronograma. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Saneamento, como a empresa contratada para os serviços não cumpriu o calendário estipulado, uma nova prestadora de serviços precisou ser chamada para a continuação dos trabalhos. Com as suspensões das obras públicas em março, por conta do novo coronavírus (Covid-19), os serviços no local precisaram ser totalmente paralisados por quase um mês, delongando ainda mais o processo.

A empresa recém contratada foi a segunda colocada no processo de licitação e começou os trabalhos há duas semanas. A previsão de entrega da obra, estimada em quase 1 milhão de reais, segue sendo para final de 2020, conforme o primeiro anúncio da Prefeitura.

Depois da quarentena, que manteve o comércio do município fechado por quase um mês, lojistas da região afirmam que as obras na praça também têm interferido nas vendas. Em uma loja de chocolates, por exemplo, estima-se que o prejuízo para o Dia das Mães, em relação ao ano passado, seja de 70% a 80%. “(A obra) espalha as pessoas, não atrai”, reclama o proprietário. Segundo o comerciante, os trabalhos de reforma, juntamente com a crise provocada pela Covid-19, tem favorecido o comércio ambulante. “E nós continuamos pagando os impostos”, desabafa.

Em uma loja de aviamentos, também localizada na Praça Sete de Setembro, o que tem segurado os lucros é a venda de máscaras, sobretudo após a portaria estadual, divulgada no dia 17 de abril, que prevê a obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção individual (EPI) em estabelecimentos públicos e privados. Os funcionários afirmam, contudo, que desde o início da reforma, no final de 2019, o movimento caiu cerca de 40%.

Leitores do Palhocense também chegaram a denunciar a morte de uma árvore durante a realização das obras. Embora a Prefeitura desconheça a informação, ela garante que, caso tenha acontecido, foi decorrente do período de seca, não tendo relação com os trabalhos realizados na praça. 


* Sob a supervisão de Luciano Smanioto


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg