Polícia Civil investiga suspeita de fraude em PH

Uma mulher foi presa. Fraude teria sido cometida na aplicação de testes psicológicos para primeira habilitação

71b0ab4af7915556089385f8512d3157.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Nesta quinta-feira (14), a Polícia Civil prendeu em flagrante uma funcionária de um serviço credenciado para realizar avaliação psicológica, em Palhoça, na Grande Florianópolis. A ação faz parte de investigação sobre suspeita de fraude.

Ficou constatado que seis candidatos foram entrevistados e avaliados pela funcionária, que assinou documentos Renach dos alunos no local onde constava o nome da psicóloga, esta sim a profissional credenciada para realizar as avaliações.

A funcionária foi autuada pelo artigo 297 do Código Penal: falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro.

A Ciretran de Palhoça, após recebimento de informações de que estaria ocorrendo fraudes nas avaliações psicológicas realizadas pelo serviço credenciado, monitorou o local e a movimentação. Ficou apurado que os candidatos, mesmo na ausência da psicóloga credenciada pelo Detran, após permanecerem por um período na clínica, dirigiam-se para a realização do exame médico localizado no mesmo imóvel, no piso inferior.

Para conquistar o direito de dirigir, o candidato à primeira habilitação necessita percorrer uma série de procedimentos, tais como: avaliação psicológica, avaliação física e mental, exames teórico e prático de direção. No que se refere à avaliação psicológica, esta é dividida em duas fases: a entrevista e a aplicação de testes psicológicos.

Por intermédio das duas fases, o profissional habilitado consegue identificar a capacidade de atenção, raciocínio lógico, memória e personalidade de uma pessoa que, consequentemente, refletem na segurança viária e na diminuição dos acidentes.

A Delegada Regional de Palhoça, Michele Alves Correa Rebelo, pontua a importância da sociedade nas denúncias de irregularidades. A Diretoria do Detran, por meio da Corregedoria, instaurou um processo administrativo para apurar a suspeita de irregularidade.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg