Reencontro feliz

Família volta a se reunir em Palhoça após quarentena em Anápolis (GO)

8c6c07c1de7eed2aa5027e338baf4fdf.jpeg Foto: ARQUIVO DA FAMÍLIA

O morador da Pedra Branca Pablo Lassalle já pode comemorar aliviado. Depois de semanas de tensão, ele conseguiu finalmente reunir a família em Palhoça. A esposa, a chinesa Hui Zhang, e a filha Isabela, de um ano, estavam em Wuhan, na China, quando iniciaram as medidas de contenção do novo coronavírus. Elas foram repatriadas e passaram por um período de quarentena na Base Aérea de Anápolis (GO).

O grupo de 58 repatriados foi liberado da quarentena no domingo (23). Cada um dos repatriados recebeu uma declaração do Ministério da Saúde informando o estado de saúde livre da doença. Segundo o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, todas as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde foram consideradas para a liberação do grupo. "O Ministério da Saúde orientou e deixou em condições de a gente liberar os 34 (brasileiros que foram resgatados de Wuhan, na China, epicentro do novo coronavírus) e mais os 24 que acompanharam (foram fazer o resgate) a partir do 14º dia”, disse o ministro, acrescendo que foram feitos quatro exames para verificar se estavam infectados com o vírus: um exame ainda na China e outros três no Brasil. “Todos com resultado negativo e dentro do prazo de 14 dias", afirmou o ministro.

Com a família novamente em casa, Pablo é só felicidade. “Deu tudo certo. Foi até bem mais do que eu esperava. Surpreendeu-me bastante o profissionalismo da equipe do Ministério da Defesa, que fez tudo bem correto”, elogia o morador da Pedra Branca. “É uma sensação de alívio misturado com felicidade e tranquilidade. Eu passei uns dias bem ruins, aos poucos foi melhorando e agora está tudo OK. Elas estando aqui, é a única coisa que faz a pessoa ficar totalmente calma. Eu já tinha me acalmado quando soube que elas estavam sendo super bem tratadas na base aérea, bem cuidadas, na questão da saúde, eles checavam a saúde delas diariamente, então eu estava bem mais calmo. E aí, agora, quando elas voltaram, a gente conseguiu finalizar a coisa toda com bastante felicidade de elas estarem aqui”, finaliza.


Brasil tem um caso confirmado

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (26), o primeiro caso de coronavírus, em São Paulo. Um homem de 61 anos deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein na terça-feira (25), com histórico de viagem para Itália, região da Lombardia. O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias de Saúde estadual (SES) e municipal (SMS) de São Paulo, investigava o caso desde então. A SES/SP e a SMS/SP estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa, junto à companhia aérea.
Todas as ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg