Editorial - Edição 751

Que os pais se sintam amados

 

A palavra “pai”, tão pequena e tão forte, tem sua semana de “glória” encerrada neste domingo. Campanhas publicitárias buscam até o uso de polêmicas para tentar aquecer um mercado ainda surrado pelos efeitos do vírus.

Não seremos hipócritas em dizer que a faceta comercial do Dia dos Pais não é importante. Nossas engrenagens precisam voltar a girar, e os pais, mais uma vez, nos ajudam nisso também.

Nossa identidade como periódico se apoia muito no amor entre pai e filho. João José da Silva, o fundador do jornal O Palhocense, segue sendo nossa baliza moral. Mesmo trabalhando em isolamento, ele, o pai do Palhocense, nos inspira.

Por falar nisso, no domingo, muitos de nós não poderão dar aquele abraço apertado. E sabemos o quanto isso faz falta. Se você não tem mais seu pai aqui consigo na Terra, faça uma oração de agradecimento, seja lá qual papel esse homem teve em sua história! Se seu pai está em isolamento, ligue, escreva, cante na frente da casa dele! Mas não deixe a segunda-feira chegar sem que ele se sinta amado.

Vamos fazer com que essa vontade do abraço se transforme em força para que vençamos o maior desafio de nossa geração. Um abraço e até quinta-feira que vem! 



Publicado em 06/08/2020 - por Palhocense

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg