2bcce634871ed1468e7351608bbebb70.jpg Vacinação em SC: Estado distribui doses nesta terça para vacinar adolescentes contra a Covid-19

df6918034d4114166d85ee70d1d48414.jpg Cerca de 4 mil beneficiados do SC Mais Renda ainda não buscaram seus cartões

24ad3550b5edf4882c4dd519fdf7be25.jpeg SC Transplantes registra recuperação em número de doações de órgãos

dbcd3da33f56f29f2f6a7dcf20c532df.jpg Palhoça é a primeira cidade de SC a concluir o programa Salto em 2021

cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


Black Friday promete movimentar o comércio

A CDL acredita no potencial da ação como forma de impulsionar as vendas

8b08986a031c3a079a74f468446fca45.jpg Foto: DIVULGAÇÃO/INTERNET

Por: Sofia Mayer*

A tradicional campanha de Black Friday, que acontece sempre no final de novembro, promete ser um incentivo a mais para empresas que sofreram com a crise deste ano. Em todo o Brasil, comércios baixarão os preços nesta sexta-feira (27) para incentivar o consumo dos clientes.

Em Palhoça, uma grande ação, por exemplo, será feita pelo Shopping ViaCatarina, que vai estender os descontos e parcelamentos especiais até domingo (29).
Para facilitar o período de compras já na sexta-feira (27), no chamado “Dia D” da Black Friday, o shopping abre às 8h e só fecha às 22h. Os descontos nos produtos vão de 20% a 70%, além de ofertas progressivas para itens de vestuário. 
A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Palhoça acredita que a ação deve impulsionar os negócios em todo o município, já que a relação de compra e venda foi fortemente prejudicada neste ano. Por si só, isso já cria um cenário favorável à retomada das atividades comerciais, afirma a entidade.
 
Além disso, em decorrência das restrições sanitárias por conta da Covid-19, há uma demanda represada por parte dos consumidores. “O cenário tem tudo para ser a melhor Black Friday dos últimos anos: Palhoça tem apresentado os melhores índices de recuperação dos empregos nos últimos meses, segundo o Caged; a demanda está represada e os lojistas estão querendo realmente torrar seus estoques. Ou seja: aprenderam e estão praticando o verdadeiro espírito da Black Friday”, argumenta o diretor de Comunicação e Marketing da CDL, Joel Aterino de Souza.

Ainda segundo o dirigente, são oportunidades recíprocas: para os lojistas, de criar novos relacionamentos comerciais, promover a fidelização de clientes e fazer capital de giro para investir nas compras de Natal; e para os consumidores, de compras a preços realmente muito baixos. Muitas lojas já anteciparam suas promoções e estão vibrando com os resultados.


Cuidados sanitários 
A CDL alerta, no entanto, que é necessário continuar obedecendo fielmente todos os protocolos de segurança, criando mecanismos de não aglomeração, seja com senhas ou controle de acesso à loja, e investimento nos canais digitais, deixando a presença física do cliente no estabelecimento, para casos extremamente necessários e pelo menor tempo possível. 

Nesse aspecto, a entidade já tem incentivado bastante a ativação do PIX pelos lojistas, que garante os pagamentos de forma rápida, simples e barata. Além disso, está divulgando a ferramenta “Q Compras” - um site gratuito para os lojistas associados cadastrarem os seus produtos.


Dicas para evitar fraudes
O Procon de Santa Catarina alerta para os cuidados que podem ajudar nas compras durante a Black Friday. A primeira dica é pesquisar bem, para evitar comprar em lojas que elevam os preços antecipadamente para depois oferecerem o desconto. Se houver aumento de preços, eles terão que ser justificados pelos estabelecimentos.

Caso seja constatada a fraude, por ferir o Código de Defesa do Consumidor, a empresa poderá ser autuada por propaganda enganosa, além de não cumprimento da oferta e aumento de preços sem justificativa. O órgão orienta os consumidores que, caso flagrem algum tipo de propagando enganosa, levem um comprovante da fraude, como nota fiscal ou imagem, até o Procon. Também é possível fazer a reclamação no site consumidor.gov.br.

Para aproveitar bem as promoções, o órgão sugere que os clientes anotem preços e guardem informações como print de telas, folhetos, site e data da pesquisa, além de sempre consultar a página oficial da loja. 

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg