f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

Flagrado em vídeo, homem responde por maus-tratos

Cão maltratado foi resgatado e acolhido em lar adotivo

22917936b7e66c75c57a127315dc9eb3.png Foto: DIVULGAÇÃO

Por: Willian Schütz*

Após sofrer maus-tratos, um cão de pequeno porte foi recolhido em ação conjunta da Diretoria de Bem-Estar Animal, da Polícia Militar e de protetoras de animais de Palhoça. O recolhimento ocorreu na sexta-feira (9), em um condomínio situado no bairro Bela Vista.

No dia anterior, o acusado de maus-tratos foi filmado por uma transeunte enquanto agredia o pequeno cão. No vídeo, o animal é arrastado pela coleira e recebe fortes sapatadas no focinho.

A situação foi denunciada à Diretoria de Bem-Estar Animal do município. Contudo, o recolhimento por conta de maus-tratos deve ser acompanhado pela Polícia Militar. Mas protetoras de animais da região chegaram adiantadas ao local. “Nós recebemos aquele vídeo e entramos em contato com o Bem-Estar Animal, que já estava ciente da situação”, conta Alacir, uma das três protetoras de animais que acompanharam o caso.

Ao chegar ao condomínio, na tarde de sexta-feira (9), as protetoras abordaram um morador, que não se identificou. Ele ajudou a descobrir o endereço do suposto agressor. Pouco tempo depois, a equipe do Bem-Estar Animal de Palhoça chegou, acompanhada de dois policiais. 

As informações levantadas pelas autoridades bateram com as que as protetoras haviam conseguido. Assim, a equipe abordou o suspeito. Após mais de uma hora de diálogo dentro do apartamento do acusado, os agentes saíram carregando o pequeno cão. 

O animal foi encaminhado para um lar temporário. O acusado supostamente tentou esconder o fato de que tinha um segundo cão. Mas, ainda no mesmo dia, as autoridades retornaram ao local e recolheram o outro animal, para evitar que ele também sofresse violência.

Os dois cães estão juntos no mesmo lar temporário, já que eles viviam juntos. O animal que apareceu no vídeo utilizado para a denúncia foi castrado na última segunda-feira (12), pela equipe da clínica Projeto Castração Doutora Marina Dante.

Inicialmente, foi proposto que as envolvidas não se identificassem nesta reportagem, a fim de preservar suas identidades. Contudo, Alacir disse: “Não temos medo de represálias”. Ela ressalta que acredita na importância de divulgar ações de combate aos maus-tratos. “A todas as pessoas, fica aqui nosso apelo: filmem, fotografem, liguem. Não se calem, não sejam coniventes com maus-tratos, sejam de animais ou de pessoas”, publicou Alacir, nas redes sociais, ao repercutir o caso. 

Vale salientar também que Alacir atua no “Taxipet”, transportando apenas animais e realizando transporte gratuito e solidário nas ações de resgate a pets em situação vulnerável.


Amparo legal

O antigo tutor responderá a um processo judicial, devido aos maus-tratos. Isso é possível graças à legislação vigente. Palhoça conta com a Lei Municipal 4.775/2020, que condena o ato de maus-tratos a animais. Há também a Lei Federal 1.095/2019, sancionada em setembro de 2020, que estabelece como punições para abuso e maus-tratos a animais: reclusão de dois a cinco anos, aplicação de multa e proibição de guarda.

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Galeria de fotos: 3 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg