Governo de SC anuncia novas medidas restritivas

Decreto ainda não está no DOE. A princípio, poucas mudanças em relação ao cenário atual. Campeonato Catarinense está suspenso por 14 dias

738cfc2049b1186407d8098a471ff2e3.jpg Foto: MAURÍCIO VIEIRA/SECOM/DIVULGAÇÃO

O governador Carlos Moisés decretou, nesta segunda-feira (13), novas medidas para promover o isolamento social em Santa Catarina nos próximos 14 dias. Pelo ato assinado pelo chefe do Executivo, que ainda não está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE), ficam proibidos nas próximas duas semanas eventos e competições esportivas organizados pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) ou pela iniciativa privada. Ou seja, o Campeonato Catarinense de futebol, que recomeçou na semana passada, está novamente suspenso.

Também estão suspensas, pelo mesmo período, as atividades de cinemas, teatros, casas noturnas, museus, assim como a realização de eventos, shows e outros espetáculos que acarretem reunião de público - como já vinha acontecendo, aliás.

Segundo Carlos Moisés, a medida tem por objetivo achatar a curva de contágio nas regiões catarinenses, para evitar um colapso do sistema hospitalar. “Queremos garantir que todos tenham atendimento caso seja necessário. É nisso que o Governo do Estado vem trabalhando desde o começo desta pandemia. Infelizmente ainda não temos uma vacina ou uma receita para combater a doença. Nós já ampliamos a oferta de leitos de UTI em quase 70%, porém o sistema está tensionado em algumas regiões. Precisamos ampliar o isolamento social para passar por esse período”, justifica o governador.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, destacou que a medida irá ajudar a reduzir a circulação de pessoas e evitar aglomerações. Ele salienta que a taxa de ocupação dos leitos de UTI é preocupante no estado, o que justifica a decisão. Além disso, o secretário lembra que os prefeitos continuam com o poder decisório de tomar medidas mais restritivas caso considerem necessário. “Quatorze dias é o tempo de maturação dessas medidas. A cada dia avaliaremos o impacto disso. Este decreto também faz parte deste compartilhamento de decisões com os prefeitos. Algumas regiões estão mais impactadas do que outras, mas, de uma forma geral, o Estado precisou fazer essa intervenção para trazer um regramento, mas mantemos o contato diário com os municípios para ver o que cada região pode fazer ainda mais”, destaca o secretário.

 

Campeonato Catarinense de futebol

Uma reunião entre Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Federação Catarinense de Futebol (FCF), nesta segunda-feira (13), definiu que o Campeonato Catarinense fica suspenso pelos próximos 14 dias. Foi criada uma comissão de médicos dos clubes para avaliar a adoção de protocolo mais rígido, com o objetivo de garantir a segurança a funcionários e atletas dos clubes.

O secretário adjunto da Saúde, Aldo Baptista Neto, participou da webconferência e ouviu as demandas dos clubes e explicou detalhes sobre as medidas da portaria 466, que determinaram a suspensão das partidas por duas semanas.

A comissão, que conta com a participação de infectologistas da SES, passa a vigorar nesta terça-feira (14). “É uma doença nova, com suas nuances e riscos diante de contato. Por isso, estaremos avaliando com esse grupo as medidas adotadas daqui para frente para atender aos clubes, garantido toda segurança aos funcionários e familiares”, disse Raquel Bittencourt, superintendente de Vigilância em Saúde da SES.

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg