Governo de SC investe em testagem para Covid-19

Foram comprados kits para 5,4 mil testes por biologia molecular

683a89cef3f2e89d26a3a68fe9ae242b.jpg Foto: FABRICIO ESCANDIUZZI/SES/DIVULGAÇÃO

O governo do estado investiu em 30 dias R$ 311.369,85 em compra de kits para testes de Covid-19 por biologia molecular, em um total de 5.450 testes. Além destes, Santa Catarina também tem recebido os testes rápidos sorológicos, distribuídos nas regionais de Saúde. Na última remessa enviada pelo Ministério da Saúde, foram 20 mil unidades.

“Estamos usando todos os recursos possíveis, em diferentes frentes, para o enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina. São investimentos em testes, insumos, equipamentos de proteção individual, além da ampliação de leitos de UTI para nos dar segurança e todos instrumentos necessários de combate a esta pandemia”, destacou o governador Carlos Moisés.

O teste de biologia molecular identifica a presença do coronavírus no corpo humano logo no início da doença por meio da coleta de secreção nasal, secreção traqueal ou lavado broncoalveolar. Precisa ser feito em laboratório com uso de equipamentos. Todo o processo pode levar de 24 a 72 horas. Já os testes rápidos levam minutos para dar o diagnóstico.

O secretário da Saúde, Helton de Souza Zeferino, destacou a importância dos testes para barrar a doença no estado. “Quanto maior o número de pessoas sao testadas, maior eu tenho clareza da circulação desse vírus em Santa Catarina”, ressalta. 

 

Kits já estão no Lacen 

Os kits foram encaminhados para o Laboratório Central do Estado (Lacen), que até o momento já processou 6.303 amostras, das quais 936 positivas. Santa Catarina conta nesta sexta-feira com reagentes para realizar 13.200 testes.

"Esse trabalho é feito por profissionais altamente qualificados, pesquisadores com formação de mestrado e doutorado, que vêm atuando para garantir a realização de todos os testes necessários para o monitoramento do coronavírus em Santa Catarina", afirma a superintendente de Vigilância em Saúde, Raquel Bittencourt.

Além dos testes rápidos e moleculares, o centro de distribuição da Secretaria de Estado da Saúde já recebeu um total de 3.663.700 pares de luvas para unidades de saúde, 50 mil máscaras N-95 doadas pela empresa Camper, 90 mil litros de álcool gel, 70 mil sacos de lixo infectante utilizado em centros cirúrgicos, entre outros insumos e materiais hospitalares.

Outra frente de combate ao novo coronavírus está no aumento do número de leitos de UTI. O Estado conta atualmente com 1.077 leitos de UTI, entre neonatais, adultos e pediátricos. A meta é, até o fim de maio, criar 713 leitos de UTI novos para atender pacientes com a doença. O Governo do Estado ainda disponibilizou cerca de 3,9 mil leitos clínicos, sendo 3.452 adultos e 444 pediátricos, para atendimento exclusivo pelo SUS a pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19.

Um chamamento público se encontra em aberto para a compra de materiais e insumos pelo Governo de Santa Catarina. As informações completas podem ser acessadas em portaldecompras.sc.gov.br.

Em Palhoça, a Prefeitura entende que a testagem é importante para traçar estratégias de enfrentamento da epidemia e informa que solicitou ao governo do estado a cessão de 3 mil testes para o município, e também está estudando uma forma de realizar a compra de pelo menos mais 2 mil testes.

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg