f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

Novo edital para contratar hospitais de campanha

Governo de SC suspende primeiro processo para a montagem de instalações em Itajaí e projeta contratar até 10 hospitais

244f7b2aaaa2175b4e91ba5cc8e1047d.jpg Foto: JULIO CAVALHEIRO/SECOM

O governador Carlos Moisés anunciou, nesta quinta-feira (16), o lançamento de um processo licitatório para a contratação de até 10 hospitais de campanha em Santa Catarina para ajudar no enfrentamento à pandemia de Covid-19. Segundo o chefe do Executivo estadual, as unidades hospitalares serão montadas conforme houver demanda. Com a decisão, fica suspenso o primeiro processo para a montagem do hospital de campanha de Itajaí, que havia sido feito por dispensa de licitação. Ainda assim, Carlos Moisés afirmou que a primeira unidade hospitalar neste formato será instalada no mesmo local, no Pavilhão da Marejada.

De acordo com o governador, essa mudança no processo de contratação dos hospitais de campanha foi possível graças ao efeito positivo das medidas de isolamento social, que possibilitaram um achatamento da curva de contágio nos últimos 30 dias no estado, e da contratação de leitos na rede privada. “Queremos fazer esse processo com segurança jurídica, por meio de um pregão. Entendemos que agora nós temos algum tempo para fazer essa aquisição com calma. A adesão da população catarinense ao isolamento social nos deu mais tempo. Com isso, temos a possibilidade de fazer uma licitação, embora não houvesse essa necessidade por conta do decreto da calamidade pública”, disse o governador.

O processo licitatório para os hospitais de campanha será comandado pela Secretaria de Estado da Administração, com o auxílio da Defesa Civil, da Controladoria-Geral do Estado e da Secretaria de Estado da Saúde.

O processo de contratação do Hospital Psiquiátrico Espírita Mahatma Gandhi para instalação de hospital de campanha em Itajaí (com 100 leitos, ao custo de cerca de R$ 76,9 milhões, por seis meses de contrato) havia sido contestado judicialmente. Em decisão de quarta-feira (15), o Tribunal de Justiça de Santa Catarina já havia suspendido a contratação do hospital. A decisão foi proferida pelo desembargador Jaime Ramos, que determinou a reanálise das propostas apresentadas no processo licitatório, a pedido do Instituto Nacional de Ciências da Saúde, segundo colocado na licitação, mas que apresentou a proposta mais barata. "A proposta mais vantajosa, mais barata para a administração pública foi desclassificada por um erro de digitação na proposta, o que deve naturalmente ser revisto, especialmente em tempo de escassez de recursos", explica o advogado de Palhoça Willian Medeiros de Quadros, sócio da Silva & Silva Advogados Associados, que representam a empresa na ação judicial.

 

Contratação de leitos na rede privada

O governador Carlos Moisés também anunciou que foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira um chamamento público para o aluguel de leitos de UTI na rede privada. A expectativa é que a ação resulte na adição de até 100 leitos de alta complexidade para a saúde pública. Segundo o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, é possível que esses novos leitos estejam disponíveis para a rede SUS em até duas semanas. O custo médio será de R$ 3 mil por dia.

Zeferino ainda destacou que, desde o começo da pandemia, 281 novos leitos de UTI já foram adicionados à rede SUS em Santa Catarina, com a expectativa de um incremento total de 713 leitos. Dessa maneira, o estado passará a contar com mais de 1,5 mil leitos de terapia intensiva na rede pública, sem contar os futuros hospitais de campanha. O secretário de Saúde ressaltou também que o governo trabalha em várias frentes para garantir que nenhum paciente fique sem assistência por falta de espaços adequados para tratamento.

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg