6756091277b19aec741476bf3383d218.jpeg Procon de Palhoça faz fiscalização durante a Black Friday

463cab5085e3cf66cc9b7a5ac915fa9f.jpeg Educação financeira é tema de palestra no Grupo Escolar Pequeno Príncipe

fdf68269a8e4b0bd140c2b3adb49294f.jpg Covid-19: como fica a vacinação nesta segunda-feira (29)

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

2910c210c06278259818c0385bdd8292.jpg Com abertura do Natal Esperança e Luz, clima de festa e solidariedade está oficialmente no ar

d0b134827f35daf7aebcf6873196c5e8.jpg Programa O Balaio estreia e já está disponível em podcast

5204d1e2f0653103f606bbe8f0cd5e45.jpeg Abertura do Natal Esperança e Luz será na quarta-feira (24)

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

39351c576fb8b35178ba2bf59c2ccfc4.PNG Árbitros palhocenses participam de megaevento de vôlei de praia em Itapema

Palhoça contabiliza dois homicídios em novembro

Até o momento, há 16 homicídios registrados em 2020 no município

919ad3a7ea5eb36222f5bfbbb6d66f07.jpg Foto: Divulgação/PM

Por: Sofia Mayer*

Depois de três meses consecutivos sem registrar homicídios, Palhoça vai chegando à metade de novembro com dois casos contabilizados. O cenário ocorre logo após a Polícia Militar de Santa Catarina divulgar que o estado registrou, no mês de outubro, o menor índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CLVI) desde 2008, com 42 ocorrências - homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, latrocínio, feminicídio e morte por intervenção do agente do Estado são enquadrados como CVLI.

Segundo o major Marcello Wagner, subcomandante do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), situado em Palhoça, as ocorrências não indicam necessariamente uma tendência de aumento no município, visto que, em termos mais abrangentes, a curva vem diminuindo todos os anos. 
 
Em 2017, por exemplo, Palhoça teve 44 homicídios contabilizados, numa média de 3,66 por mês. Em 2018, foram 29 (2,41 por mês, em média). E 21 homicídios foram catalogados durante o ano de 2019 inteiro. Os números representaram uma média de 1,75 ocorrência mensal.

Até o momento, há 16 homicídios registrados em 2020 no município. “Média aproximada de 1,45 por mês, o que nos dá a certeza de que os índices de crimes violentos continuam em declínio”, afirma o major Marcelo Wagner. Não houve registro em agosto, setembro e outubro. “Tivemos um bom tempo sem homicídios, por isso nossos números baixaram. Agora, recentemente, houve dois”, completa.
Uma das ocorrências aconteceu na área central de Palhoça, na sexta-feira (6). À ocasião, um jovem de 21 anos foi morto a tiro pelo amigo. Um pouco antes, no dia 2 de novembro, um homem foi assassinado no bairro Madri.

O tenente-coronel Rodrigo Dutra, comandante do 16º BPM, acredita que se tratam de casos isolados. "Palhoça vem experimentando uma melhoria significativa no número de crimes violentos, que, aliás, são quase sempre relacionados ao tráfico de drogas. Isso é fruto do trabalho constante de nossos policiais nas ruas do município", declara.


No estado
Em outubro, foram verificadas pela Polícia Militar de Santa Catarina (PM/SC) 42 ocorrências de CLVI, a menor taxa desde 2008 no estado. Em setembro, 44 crimes foram contabilizados pelos agentes. O número representava o melhor índice até então.

Até abril, havia uma variação entre 60 e 80 casos. A partir do mês de maio, contudo, os índices de CVLI apresentaram quedas significativas, chegando aos meses de setembro e outubro de 2020 com as menores taxas históricas.

O comandante geral da PM/SC, coronel Dionei Tone, afirma que a queda é resultado de mudanças nos protocolos, integração dos serviços de segurança e inteligência, aliados ao trabalho motivado dos policiais militares. “É dessa maneira que buscamos sempre melhorar a qualidade de vida da população catarinense, não esquecendo de melhorar as condições de trabalho do nosso policial”, afirmou. 

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg