Posto de combustível vira “trevo” no Centro

Motoristas passaram a cortar caminho pelo estabelecimento, após mudanças no trânsito no entorno da rótula da BR-282

702e33beb325540901fe1f49dc727986.jpeg Foto: Drone jornal Palhocense

Por: Willian Schütz*

Uma situação atípica vem ocorrendo diariamente no posto de combustível localizado na rua Edeling Schutz, no Centro de Palhoça. Por conta de alterações no trânsito, motoristas vêm utilizando a área do posto como uma espécie de “trevo”. 

Essa situação ocorre porque os carros e motos que vêm justamente da rua Edeling Schutz não podem mais atravessar pela marginal da BR-101 em direção ao viaduto que se encontra logo adiante.

A mudança aconteceu há meses, promovida pela Arteris Litoral Sul, que resolveu disciplinar o trânsito nas imediações da rótula da BR-282. A concessionária foi contatada pela reportagem, mas não havia repassado explicações até o fechamento desta edição. 

Para driblar as mudanças promovidas, o fluxo tem sido intenso no posto de combustível, o que tem causado congestionamento, tanto para quem quer passar quanto para as pessoas que precisam ali abastecer seus veículos. 

Testemunhas relatam que, em horário de pico, os motoristas mais apressados por vezes até chegam a usar as vias entre as bombas de combustível para acessar a marginal.

Dessa forma, por conta da desordem no trânsito, a situação pode apresentar tanto um risco para os pedestres transeuntes quanto para quem transita pelas imediações. 

Ao entrar em contato com funcionários do posto de combustível onde a situação ocorre, a reportagem do Palavra Palhocense confirmou que o caso “está bem complicado”. “Os carros passam ali dentro do posto e os clientes reclamam”, diz uma funcionária. 

Além do transtorno provocado, há preocupação com possíveis atropelamentos e acidentes e que essa situação possa apresentar um risco para os funcionários e para os clientes.

Para melhor capturar a situação, o drone do jornal Palhocense sobrevoou o local no final da manhã desta quarta-feira (9) e registrou o fluxo de carros por ali. 

Entre os registros feitos pela câmera aérea do jornal, até mesmo uma viatura da Polícia Militar foi identificada usando o posto como atalho.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse à equipe do Palhocense que “não tem conhecimento” do problema e que “pela descrição, parece se tratar de algo fora da área de circunscrição federal da BR-101”. Além disso, apesar de apresentar perigo, a prática não seria necessariamente ilegal, mas também não é ideal, pondera a PRF.

Ao publicar o vídeo nas redes sociais, o Palavra Palhocense recebeu comentários dos mais diversos tipos. Muitos deles ressaltam os problemas. Alguns leitores até apontam soluções, como “liberar a rua ao lado, que já está pronta, com entrada para a marginal”. “A rua começa no restaurante Branger e dá na marginal. Muito simples de resolver, falta é vontade”, escreve um internauta. “Fala sério, criticar a população ‘tentando’ resolver uma situação caótica, sem criticar o péssimo planejamento da Prefeitura, que, inclusive, nos últimos dias, causou o pior engarrafamento que já vivi em toda a minha vida. É demais, mesmo”, argumentou outro leitor.

Já outra leitora aponta: “Isso acontece no posto do Passa Vinte desde que o mundo é mundo”, representando a recorrência de problemas estruturais no trânsito palhocense, o que vem sendo tema recorrente da cobertura jornalística local. 

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg