0018acfd3a4589ba9a37dec3dfe3f847.jpg Covid-19: como fica a vacinação nesta quarta-feira (08)

5fc9fe267fd4209dc5ec0527bef52bfd.jpeg Polícia Rodoviária Federal promove doação de brinquedos

ad429bfc43c61bfcd1caca1612b59100.jpeg Encontro virtual sobre mudanças climáticas e sociais ocorre nesta terça (7)

69e772c5808f26b5e49e0f2b22975e57.jpg Secretaria de Saúde reforça importância da aplicação da dose de reforço

c8c125531c8b83654f9309cecc6a2724.jpeg PRF flagra 37 motoristas dirigindo sob efeito de álcool em Palhoça

11d4d8dfbedca0fc2f3758ec2013de07.jpg Final da Copa Sênior Palhoça de Futebol é nesta terça-feira (7)

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

Secretário da Saúde alinha medidas com prefeitos

André Motta Ribeiro conversou na manhã desta sexta-feira (10) com chefes do Executivo de Palhoça, Florianópolis, São José e Biguaçu

8a28e2f3621acc0a2c5afd7003b39af0.jpg Foto: MAURÍCIO VIEIRA/SECOM/DIVULGAÇÃO

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, reuniu-se virtualmente, na manhã desta sexta-feira (10), com quatro prefeitos da Grande Florianópolis para alinhar medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na região. Durante o encontro, o secretário respondeu a dúvidas dos prefeitos das cidades de Palhoça, Florianópolis, São José e Biguaçu, e afirmou que o governo do estado está trabalhando para ampliar ainda mais a quantidade de leitos de UTI disponíveis na região.

Segundo Motta, poderão ser ativados entre 25 e 30 leitos na rede estadual nas próximas semanas. Além disso, até 30 leitos poderão ser ativados em unidades que não são geridas diretamente pelo estado, entre elas, o Hospital de Biguaçu e o Hospital de Caridade.

O secretário sugeriu a utilização de recursos dos municípios da região para contratar leitos na rede privada, para estruturar uma ala de terapia intensiva no Hospital de Biguaçu, com o apoio do governo do estado, que ajudaria com equipamentos e na luta pela habilitação dos leitos junto ao Ministério da Saúde. 

Motta destacou que essa foi a segunda reunião com os prefeitos nesta semana e elogiou a atitude de tomar medidas de combate à pandemia de maneira unificada, definida nesta quinta-feira (9). “Foi uma reunião bastante produtiva. Pudemos discutir a classificação de risco sanitário da região e as ações de responsabilidade de cada um nesse processo. Os municípios estão entendendo a proposta do estado de descentralização das interferências de gestão conforme a necessidade. Essa discussão já tem mais de 30 dias e agora aproximamos muito o diálogo. Evoluímos bastante no entendimento do que se pode ou não fazer em termos de atividades sociais e econômicas. Falamos também sobre a importância de se ampliar a transparência dos dados, o que é vital em um momento como esse”, destacou Motta.

O secretário da Saúde também destacou a importância de ampliação do diálogo com os prefeitos. Segundo ele, as reuniões servem para afinar a relação e buscar ações conjuntas no enfrentamento à pandemia. Um novo encontro foi marcado para a próxima semana.

Motta ainda relatou aos prefeitos que o momento não impõe a construção de hospitais de campanha, pois há espaço para ampliação de leitos na rede hospitalar. Ainda segundo o secretário, uma eventual instalação de hospitais de campanha deveria ser responsabilidade do governo federal.


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg