Cartão Rosa - Edição 718

Os alvinegros Paulo, Dayvisson, Edson Padeiro, Serginho Beirão e Marco Cardoso comemorando, no Bistrô do Dedé, a permanência do Figueirense na Série B do Brasileirão

 

 

Não tem Mundial
Esta história de que o Palmeiras não tem um título mundial é verdadeira. Há 20 anos, o Verdão havia sido derrotado pelo Manchester United (ING) por 1 a 0 e isso ficou marcado na memória dos palmeirenses por motivos que vão além do placar do jogo. O time inglês vencia a partida, até que Alex anotou o gol de empate, mas o lance foi por impedimento inexistente, numa época em que não existia o VAR. Por conta disso, é que foi criado aquele refrão que diz: “não tem mundial”. Isso só se tornou popular a partir de 2012, quando o arquirrival Corinthians foi campeão da Libertadores. Com um erro grosso de arbitragem, o Palmeiras perdia um título mundial há 20 anos atrás.


Banido
A FIFA anunciou na sexta-feira(29), que o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira está banido pelo resto de sua vida de qualquer atividade relacionada ao futebol, além de ter sido multado em cerca de R$ 4,2 milhões. A decisão foi tomada pelo comitê de ética da entidade máxima do futebol mundial. A investigação contra esse elemento se refere a esquemas de corrupção e pagamento de propinas em contratos de TV para torneios da CBF, Conmebol e Concaf. Corrupto tem que ser banido de todas as esferas.


Catarinense 2020
Tanto o torcedor do Avaí como o do Figueirense quer esquecer o ano de 2019 o mais rápido possível. Agora, depois da vaca chutar o balde não adianta chorar o leite derramado. É juntar os cacos e partir para mais um Campeonato Catarinense 2010. No que se refere à nova fórmula de disputa, já está tudo aprovado pelo conselho técnico. Será um Catarinão disputado por pontos corridos, tipo o Brasileirão. Será bem mais ameno do que foi o de 12019, com menos jogos classificatórios e mais mata-mata. Por conta disso, talvez possamos ter mais público nos estádios. Figueirense e Avaí irão se confrontar apenas uma vez. Salvo se eles se encontrarem lá na frente.


A velha ladainha
Todo ano é a mesma coisa, aquela velha ladainha das vistorias nos estádios onde irão acontecer os jogos. A Associação de Clubes de SC é a responsável por cobrar e fiscalizar dos órgãos competentes a segurança, gramado, instalações que deem perfeitas condições para que o torcedor catarinense posso se sentir confortável e seguro, torcendo por seu clube do coração. Mas é sempre assim: essas comissões só arrumam chifre em cabeça de cavalo de estádios como o Scarpelli, Ressacada, Heriberto Hulse... E eles já começaram a anotar algumas irregularidades!


Dança das cadeiras
As últimas rodadas deste Brasileirão foi uma enxovalhada contra os treinadores do futebol no Brasil. Não quero ser enganador e desonerar esses “professores” de suas responsabilidades, mas porque sempre são os treinadores os culpados pelos fracassos de seus times? O motivo é muito simples: existe a necessidade de se achar um bode expiatório. Mesmo porque, para a grande maioria dos dirigentes de clubes é mais fácil colocar toda a culpa em alguém, do que avaliar os prós e os contras de sua gestão. E cá pra nós - muitos desses treinadores que perambulam por aí não se valorizam. Eita classe desunida.


A volta
Depois de garantir a permanência na Segundona Brasileira, o torcedor alvinegro respira mais aliviado. Corre uma notícia por aí que está deixando os torcedores do Figueirense eufóricos. Trata-se do provável retorno do ex-presidente Paulo Prisco Paraíso ao comando do clube do Estreito. Existe um certo entusiasmo por parte do ex-mandatário. Nesta temporada, depois de dez anos, Prisco voltou a pôr os pés no Orlando Scarpelli e declarou que sente vontade de ajudar o seu clube do coração naquilo que for possível para resgatar a tradição. A volta de Paulo Prisco ao Figueirense já está dando o que falar nas redes sociais.


Joguinho ruim
O que se viu na Ressacada, neste domingo (1), foi mais um desses jogos de futebol profissional que mais parecem pelada da brava (que me perdoem os peladeiros de plantão). O Avaí vai encerrar o ano apresentando aquilo que veio demonstrando durante toda a temporada de 2019: um péssimo futebol. Ficou difícil de escolher qual dos dois times foi o pior nesta partida. Apresentando um insignificante futebol, o empate em 1 a 1 ficou de bom tamanho para ambos. O Fluminense saiu na frente e o Avaí só conseguiu empatar num pênalti marcado no finzinho do jogo. E graças ao VAR, que acusou o goleiro Marcos Felipe se adiantando na cobrança da penalidade. Eita, joguinho ruim! 

 

DROPS DA ARQUIBANCADA
O ano está terminando para o Avaí e a cada jogo que passa, todos acham uma desculpa para o péssimo futebol apresentado neste Brasileirão. O conjunto é pobre de jogadas ofensivas, pronto!
Não convidem para a mesma mesa o coronel Ivon e muitos funcionários da Jotur. Por conta de uma publicação que Ivon fez nas redes sociais contra a empresa de ônibus, muitos dos seus funcionários se sentiram ofendidos.
Após passar por uma grave crise financeira e administrativa, que quase levou o clube a fechar as portas, o Figueirense planeja promover reformulações profundas em seu departamento de futebol para 2020. Dizem que vai ser preciso uma barcaça.
Até o fechamento desta edição, Grêmio e Cruzeiro ainda não haviam entrado em campo. A Raposa está à beira do precipício e desesperada para sair da zona da degola. Caso caia, o Cruzeiro será mais um dos grandes clubes do Brasil a frequentar uma Segundona. 

 

CARTÃO ROSA para o atendimento do setor cirúrgico do Hospital Universitário, o HU, em Florianópolis. Esta semana meu filho Pedro passou por uma cirurgia naquele hospital e o que pude perceber foi o ótimo atendimento que toda a equipe de médicos, enfermeiros e técnico dispensam a todos os pacientes. Com um atendimento humanizado, com carinho e dedicação, o HU é uma referência de bom atendimento pelo SUS. Parabéns ao doutor Heitor e toda sua equipe.

CARTÃO VERMELHO, mais uma vez, (e não vou parar de criticar) para esta cacalhada que não está nem aí quando o assunto é mobilidade urbana. Em recente pesquisa, a região da Grande Florianópolis foi apontada como a pior região do Brasil para se dirigir - superando até mesmo a cidade de São Paulo. Isso é culpa de pessoas que ficam sentadas em confortáveis cadeiras de repartições públicas, sem a coragem de enfrentar esse trânsito caótico. E a tendência é piorar mais ainda! Preparem-se! 

 

Pensamento do Bambi

Meu décimo terceiro vou investir tudo em gado. Vou comprar um quilo de carne moída, se der.



Publicado em 05/12/2019 - por Margarida Clésio Moreira dos Santos

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif