f90f3a05155a04f34e156874fdef6efe.jpeg Governador sanciona lei que cria nova Polícia Penal e o Estatuto que a rege

c2abafaee81eeb2b9636708c0e29f559.jpeg Brasil Atacadista de Palhoça comemora Halloween na pista de patinação

113e618973b8ebd17fca0d7d47a14e83.jpeg Pescadores de Palhoça terão ajuda para fazer recadastramento nacional

1d1c91a2de87a42ea4b71ebc71dd25e7.jpeg Memória: Palhoça foi campeã estadual de voleibol em 1962

290414776c163caecd307988082d2124.jpeg Começa a pré-produção de “Ferrolho”, filme ambientado na Pinheira

7af56a643841db6a9098b402f3cb2d62.jpeg Irmão falecido há 18 anos assina letra de "Dilema", música de Guilherme Stingler

fd67d75723bfe78bda89f51eaf466587.jpeg Judoca se prepara para representar Palhoça nos Jogos Escolares Brasileiros

52b0d7288e387bb75af6dcd071294308.jpeg Atletas de Palhoça ganham medalhas na Copa Desterro de Jiu-jitsu Profissional

4591eb7458e13b72850d0266561322bb.jpeg Jovens atletas representam Palhoça em competições estaduais

b1389c69ecc88f51f017f24a6510b6da.jpeg Judoca criado dentro do programa Palhoça Esportiva é campeão estudantil

678354f0c4a3c4a0a66e5acc0f97f463.PNG PBec Brasil vence primeira partida oficial como clube profissional


Barsemlona, versão feminina

Palhoça tem mais um time feminino de futebol: na quarta-feira (21), a versão da mulherada do tradicional time Barsemlona fez seu primeiro jogo

1003e9ba9af2a4281782cee5fb553e8f.jpeg Foto: NORBERTO MACHADO

Palhoça tem mais um time feminino de futebol: na quarta-feira (21), a versão da mulherada do tradicional time Barsemlona fez seu primeiro jogo.
O Barsemlona foi fundado em novembro de 2015 por um grupo de amigos, para jogar futebol de campo uma vez na semana. A princípio, os jogos eram no Noroeste (Passa Vinte), e alguns meses depois, passaram para o Cruzeiro do Sul (Guarda do Cubatão), onde seguem mandando seus jogos até hoje. A equipe disputa amistosos semanalmente e também já participou de alguns campeonatos, como a Copa Amizade 2018 e 2019, e foi campeão da Copa Palhoça 2017.
A ideia do Fut7 feminino veio por parte das esposas dos diretores Lucas Jorge e Leonardo Martins, para abrir espaço para meninas que queiram praticar e aprender o esporte. “No momento, pretendemos só nos divertir e aprender juntas. Quem sabe, num futuro distante, alguma competição. Mas, a princípio, somente a diversão e o aprendizado”, diz a estudante de Direito Maria Eliza da Silva Campos, que mora na Praia de Fora e foi uma das idealizadoras da equipe, junto com Ianca Alflen, estudante que mora no Aririú. “Meu marido (Leonardo) e o marido da Maria (Lucas) jogam juntos há um tempo e nós sempre vamos assistir aos jogos. E como gostamos muito de futebol, veio a ideia de montar um time feminino também, onde a intenção era convidar as esposas dos jogadores do Barsemlona para fazer parte do time e assim jogarmos entre nós e nos divertirmos. Então, montamos um grupo e começamos a divulgar através do Instagram que estávamos procurando meninas para fazer parte do time. A quantidade de meninas que veio nos procurar foi tão grande que foi preciso fazer uma lista de espera. Hoje, temos 21 meninas no grupo e mais a lista de espera”, comenta Ianca.
O jogo de estreia contou com 21 meninas. “Fizemos dois times, um com quatro reservas (sem colete) e outro com três (com colete). A brincadeira foi bem sadia e acirrada, o jogo terminou em 8x6 para as meninas de colete”, conta Maria Eliza. “O jogo foi bem divertido e disputado. Eu sempre gostei de jogar, desde pequena, já joguei em outros times também, mas era mais para brincar e aprimorar o futebol”, observa Ianca.
O próximo passo é fazer um uniforme personalizado, com cores diferentes das usadas pelo time masculino.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg