Operação Verão: balanço é positivo

Forças de segurança comemoram temporada tranquila

84988c4230524d010990a6cb332f9a1b.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Na manhã desta terça-feira (3), o prefeito Camilo Martins se reuniu com as forças de segurança para avaliar a Operação Verão 2020, encerrada na segunda-feira (2). Planejada desde setembro de 2019, a operação contou com uma base operacional compartilhada, na Pinheira, com a presença das forças da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e de agentes de trânsito, além do apoio da Polícia Militar.

Sem registro de ocorrências de médio e grande porte, a temporada recém-concluída foi considerada uma das mais seguras da história. "Foi um verão extremamente tranquilo, um dos mais tranquilos de que se tem registro", comemora o secretário de Segurança Pública, Alexandre Silveira de Sousa. “Foi excelente a operação. A integração com Bombeiros, Polícia Militar e agentes de trânsito foi sensacional. A Polícia Civil acabou recebendo e acolhendo os agentes de trânsito e os bombeiros na sede na Pinheira, o que fez com que ambulância, jet ski e os bombeiros permanecessem ali, o que proporcionou um atendimento mais rápido e economia para o estado”, reflete a delegada regional da Polícia Civil, Michele Rebelo. “Não teve nenhum crime com violência grave naquele período naquela área litorânea onde estava o efetivo da operação”, destaca a delegada.

O secretário também comenta que foi registrado um número menor de notificações de trânsito, principalmente na Guarda do Embaú, em relação ao verão do ano passado. "Isso ocorreu porque a gente antecipou as barreiras e as fiscalizações, orientando em um primeiro momento, então isso já inibiu, em ruas em que é proibido estacionar, por exemplo, o pessoal já se educou e não precisou estar notificando", justifica. “Focamos muito na sinalização de trânsito, com muitas placas novas, e na sinalização das praias”, reforça Alexandre.

As barreiras da PM e dos agentes de trânsito também surtiram efeito na questão da criminalidade. Mesmo no Carnaval e no Réveillon, períodos em que triplica o número de habitantes nas praias do Sul, a força-tarefa conseguiu manter a tranquilidade e fomentar o turismo.

A fiscalização também foi permanente com relação ao horário de funcionamento de bares e restaurantes. Todos os dias, às 2h, horário previsto para o fechamento, policiais estavam presentes para garantir que o horário fosse respeitado.

Em todas as forças de segurança, a sensação é a de que a união de esforços em torno de um objetivo comum fez toda a diferença nesta Operação Verão. “Essa união de esforços culminou em ser uma das mais seguras da história. Foi a grande sacada. Enquanto eu for secretário de Segurança, minha bandeira será unificar todas as forças de segurança. Este é o grande segredo do trabalho que está sendo desenvolvido aqui no município", analisa. “No final deste ano, para o ano que vem, a nossa intenção é a de que ocorra essa integração, talvez até de uma forma mais completa, e que a gente consiga permanecer nesse índice de crimes que não tenham gravidade”, projeta a delegada Michele. “A Polícia Militar, através do 16º BPM, desencadeou ações de Polícia administrativa, preventiva e repressiva, de setembro a março, nas áreas de praia. O trabalho conjunto com a Prefeitura e os outros órgãos de segurança foi o grande diferencial e possibilitou uma excelente temporada, sem qualquer registro de ocorrências de natureza média ou grave”, observa o tenente-coronel Rodrigo Dutra, comandante do 16º BPM.


Temporada sem afogamentos

O capitão Marcelo Della Giustina, comandante da 2ª Companhia do 10° Batalhão de Bombeiros Militar, sediada em Palhoça, também enalteceu o trabalho em conjunto das forças de segurança, e ainda agradeceu aos empresários e aos moradores, em geral, pela colaboração com o trabalho dos Bombeiros.

“A gente encerra com balanço muito positivo, uma vez que não tivemos registro de morte por afogamento em área guarnecida. Tivemos poucas ocorrências de arrastamento que teve efetiva intervenção de guarda-vidas, porque nosso pessoal atuou bastante e de forma muito eficaz na prevenção”, contextualiza o capitão.

A Operação Veraneio do Corpo de Bombeiros encerrou no domingo (1), mas um contingente menor de guarda-vidas vai permanecer trabalhando nas praias de Palhoça até a Páscoa. 

Saldo positivo também para o número recorde de crianças atendidas pelo Projeto Golfinho: mais de 800 crianças participaram do programa na região de Palhoça. Além disso, mais de 200 pessoas foram atendidas no projeto Praia Acessível, que garante o acesso ao mar a pessoas com problema de mobilidade.

O capitão Marcelo avalia como positiva também a iniciativa de deixar uma ambulância de forma permanente no posto policial da Pinheira durante todo o verão. “Nossa inovação, colocando uma ambulância exclusivamente para atender a região das praias, também foi altamente positiva, uma vez que o nosso tempo de resposta diminuiu drasticamente e a gente pôde dar um atendimento de alta qualidade à população e aos turistas, e também serviu de apoio aos guarda-vidas que estavam nas praias”, argumenta. 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif