Boca Maldita - Edição 727

Buraqueira no Aririú

Moradores da rua Pedro Lindolfo Schutz, no loteamento Schutz, no Aririú, pedem socorro. Eles argumentam que estão há anos esperando melhorias e, segundo eles, a Prefeitura nada faz. “É um descaso com os moradores que pagam seu IPTU em dia para a Prefeitura”, acrescentam!

Com a palavra o secretário de Obras, Zunga, que, por sinal, também é do Aririú! 

 

Entre heróis e heroínas

Na sessão legislativa da última segunda-feira (17), o que não faltou na Câmara foram críticas à Samae e à Secretaria Municipal de Educação. À Samae por estar vendendo água e ar, e à Secretaria de Educação por não estar conseguindo oferecer “educação” a todas as nossas crianças! Segundo os vereadores que se manifestaram na sessão, vem acontecendo uma verdadeira “fartura” de ar nos canos de distribuição de água e falta de vagas nas escolas e creches do município!

De acordo com esses parlamentares, se o cinema tem “O Homem com Punho de Ferro”, em Palhoça, temos a mulher com punho de ferro, que seria, segundo eles, a secretária de Educação, Shirley Nobre Scharf, que teria mais força que o homem de ferro e o homem de punho de ferro juntos! Eu, particularmente, acho que a Shirley é apenas  a  Mulher Maravilha da administração municipal!

Já o título de Aquaman foi dado ao secretário da Samae, Sérgio Matiola! Os vereadores não disseram, mas deram a entender que o homem tem mais força do que o Poseidon, o deus grego das águas! Sinceramente, eu sabia que o Sérgio possui inúmeras qualidades, mas essa eu desconhecia! 


Vem "Amin" o vosso reino

Na coluna da semana passada, elogiamos a deputada federal Ângela Amin, por ter trazido para Palhoça R$ 500 mil para serem usados na saúde. Na verdade, esclarecemos que, dos R$ 500 mil anunciados,  R$ 150 mil atenderam pedido do vereador Pitanta e R$ 150 mil atenderam pedido do vereador Fabinho Coelho. Os outros R$ 200 mil, a Ângela trouxe para Palhoça, pelos votos que os eleitores palhocenses deram para ela e para seu marido, Esperidião Amin, por décadas e, mais recentemente, para seu filho João Amin. Embora eu considere pouco pelo muito que a família Amin já recebeu de nós palhocenses, já é alguma coisa, né?! Até porque, como diz aquele velho ditado: “Pouco com Deus é muito e muito sem Deus não é nada! 

 

 

Flagrantes

As fotos mostram o melhor e o pior que há no trânsito no mesmo trecho. À esquerda, quem se arrisca em busca de segundos de vantagem. À direita, motociclistas abrem mão do corredor e aguardam na fila como os demais veículos. A primeira tem se tornado comum em Palhoça, já a segunda, é uma coisa rara de se ver: educação no trânsito! 


A fila da blitz

Como transitar de automóvel, caminhão ou ônibus pelas ruas do Centro de Palhoça? Na última segunda-feira (17), das 16h às 18h, bastou que a PM fizesse uma blitz na rua Prefeito Nelson Martins (em frente à redação do jornal Palhocense), para se formar uma fila na avenida Aniceto Zacchi, na Ponte do Imaruim, passando pela rua João Born (Patural), que entupiu toda a avenida Barão do Rio Branco, em mais de três quilômetros de lentidão! Ficar mais de uma hora para fazer esse trajeto, ninguém merece! 
E a blitz? Bem, a blitz prendeu muitos carros cujos proprietários voltavam do trabalho ou estavam trabalhando, mas foram flagrados porque não conseguiram pagar o IPVA em dia! Blitz é necessário, sim. Mas, em Palhoça, até isso ficou difícil!


O que Dizem e Eu Não Afirmo...
QUE o vereador Pitanta denunciou, na tribuna da Câmara, que o sistema de processo seletivo para contratação de profissionais de educação para a Faculdade Municipal de Palhoça (FMP) está viciado. Segundo ele, o processo seletivo elege sucessivamente os mesmos professores há mais de 10 anos! Será que tem “carta marcada”? Pitanta afirma que sim! O vereador garantiu que vai levar a denúncia ao Ministério Público.
QUE em Palhoça faltam vagas para estudantes, tanto nas escolas municipais quanto nas escolas estaduais. Quem liga?!
QUE a cada dia se espera quais “furos” o presidente Bolsonaro e seus filhos vão dar! Aliás, a imprensa brasileira até ficou famosa com os “furos” deles. 
QUE as filas e a falta de mobilidade pelas ruas da cidade são reais. O que não se sabe é em que os agentes de trânsito estão contribuindo para minimizar esses problemas. Se estão fazendo alguma coisa, não está aparecendo para melhorar o dia a dia do nosso trânsito.



Publicado em 20/02/2020 - por Joao Jose da Silva

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif