cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


PH Esportes - Edição 802

O futebol voltando ao normal


Agora vem a Primeirona de Palhoça. O arbitral aconteceu na última segunda-feira (26), na sede da Liga Palhocense de Futebol, já pra definir fórmula de disputa e participantes.
Temos novidades: a volta do Avante, grande equipe tradicional do nosso município; e GL Pontes, time do Jardim Eldorado, uma equipe forte, que conta com a talentosa participação da família Pontes.
As outras equipes participantes são: Paissandu, Atlântico, Rio Grande, Liverpool, Cascalho, Biriteiros e Noroeste.
A competição terá, portanto, nove equipes.



Rio Grande é a sensação do 40tão


No Campeonato Palhocense 40tão, a equipe do Rio Grande é a grande sensação. Recheada de craques, a equipe é a única com 100% de aproveitamento na competição.
No último domingo (25), venceu a equipe do Uniso, na Guarda, pelo placar de 3x0, com dois gols de Marcinho Beija Flor e um de Evandro.


Cerâmica encanta no 50tão


No campeonato 50tão, o Cerâmica Silveira manteve a invencibilidade e continua encantando.
A equipe de São Sebastião venceu a forte equipe do Paissandu pelo placar de 4x2, com dois gols do artilheiro Vaninho (que agora tem nove gols na competição), um de Dago e outro de Zinho, que foi escolhido o craque do jogo.
Na outra partida, o dono da casa, o João Paulo, empatou em 2x2 com o Praia Sol.
Os jogos Atlântico 3x0 Mondel e Liverpool 0x1 Cruzeiro completaram a rodada.
Por enquanto, nada definido ainda.


Definida a final da Segundona


Na Segunda Divisão do Campeonato Palhocense, Pura Arte e Até a Próxima estão classificados para a decisão e só definem, agora, a ordem dos jogos nas finais.
O Até a Próxima definiu sua vaga vencendo o Atlântico, na Barra do Aririú, no último sábado (24).
Já a equipe do Caminho Novo, mesmo desconfigurada e sem muitos atletas titulares, mostrou a força do elenco: com apenas 11 atletas, sem nenhum reserva, venceu o Atlântico pelo placar de 2x0, com gols do atacante Moita, que foi escolhido o craque do jogo.


Copa Metropolitana 

A Copa Metropolitana definiu os campeões em mais três categorias.
No sub-15, o Manchister foi o campeão.
Já nas categorias sub-13 e sub-11, o campeão foi o CIFA.


Na foto, o grande professor Mina e sua comissão técnica. Sua equipe ficou com o vice no sub-13.


Copa Integração de futebol feminino


Vem aí a Copa Integração de futebol feminino. O campeonato inicia em agosto, com todos os jogos disputados aos domingos pela manhã, no campo da Aerpi, na Ponte do Imaruim.
O campo será reduzido, com dimensões semelhantes às do futebol sete.
Informações: (48) 99165-8872 ou 3033-6027.



Dago e a Seleção Brasileira


Dago, o Valdecir Aparecido Ranucci, lateral do Fluminense nos anos 1980 e 1990, casado, pai de um filho, mora em Itapema (SC), no bairro Alto São Bento. Hoje, trabalha como professor em escolinhas de futebol do Balneário Camboriú (SC).
Nascido em Jesuítas (PR), no dia 6 de fevereiro de 1968, Dago começou a carreira de jogador nas categorias de base do Pinheiros, que se juntou ao Colorado e formou o Paraná Clube. Ficou lá até 1988, ano em que se transferiu para o Flu.
No Tricolor das Laranjeiras, Dago teve como companheiros de equipe jogadores como Alexandre Torres, Bobô, Ézio e Ricardo Pinto, entre outros. Em 1991, ele fez parte do time campeão da Taça Guanabara.
Em 1990, Dago jogou por empréstimo pelo Americano, de Campos (RJ). O mesmo aconteceu em 1992, quando defendeu o CSA, de Maceió (AL). Em 1993, o lateral vestiu a camisa do América. Depois, jogou ainda por Bangu-RJ, Tupi-MG, Entrerriense-RJ, Blumenau, Avaí, Paranavaí-PR, Fraiburgo e encerrou a carreira no Atlético de Camboriú.
Seleção de novos
Dago se orgulha de já ter vestido a camisa da Seleção Brasileira. Ele foi convocado para a Seleção de Novos em 1986. Naquele ano, o time brasileiro, que tinha o meia-atacante Bismarck e o goleiro Maizena, entre outros, conquistou a Copa TDK, na China.
Dago, hoje, veste a camisa do Cerâmica Silveira no Campeonato Palhocense 50tão e continua encantando quem o vê jogar. 



Publicado em 29/07/2021 - por Lui Vandré e Rodrigo Gaspar

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg