20dc4e7729d5869a8457d2f03bf245f5.jpeg Homem procurado por receptação e com histórico de 143 passagens pela polícia é preso em Palhoça

0ae94ba50602cc9ec46637d50c22ef80.jpg SC lança novo vacinômetro para dar mais transparência na apresentação dos dados

1f9714a46627fa74d71b519e6c54b71e.jpeg Hélio Costa se compromete com demandas de agentes de segurança universitária federal

cfed241412d941950a5e15aa0ad0314e.jpeg Polícia Rodoviária Federal divulga balanço da Operação Nossa Senhora Aparecida

3722eb63d7e4752d367e3dba472592fe.jpeg Banda Soul Cream lança EP de estreia nesta sexta-feira (15)

a09be49357169b0e544a4196beee38ee.jpg Músico Paulo Valério, o “Pevê”, anuncia lançamento do terceiro disco

8ecba6308f36f894407ae4a11b018071.jpeg Rapper palhocense William Luis lança single nesta sexta-feira (8)

eedf3fe739adf982a85ed9a85aad67d6.jpg Musicalidade de Zé Ramalho no Curta o Som do Shopping ViaCatarina nesta sexta

4591eb7458e13b72850d0266561322bb.jpeg Jovens atletas representam Palhoça em competições estaduais

b1389c69ecc88f51f017f24a6510b6da.jpeg Judoca criado dentro do programa Palhoça Esportiva é campeão estudantil

678354f0c4a3c4a0a66e5acc0f97f463.PNG PBec Brasil vence primeira partida oficial como clube profissional

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX


Coluna Policial - Edição 699

Polícia Civil estoura laboratório de drogas sintéticas na Guarda do Embaú

6dbeafbf382a435f9f576178e46fc4e2.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

LABORATÓRIO DE DROGAS
Em ação conjunta com a Polícia Civil do Distrito Federal, a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) estourou um laboratório de drogas sintéticas na tarde de sábado (20), na Guarda do Embaú. Segundo o diretor da Deic, Luis Felipe Fuentes, três homens foram presos em flagrante no local, onde foram encontrados maquinário para a produção, insumos e 30 comprimidos da droga recém produzidos.


FUGITIVO RECAPTURADO
A Policia Civil, por meio da 1º Delegacia de São José e Delegacia da Comarca de Biguaçu,  recapturou na tarde de quarta-feira (17) um foragido da Colônia Penal Agrícola de Palhoça. O criminoso foi localizado no interior da comunidade do Benjamin, no bairro Forquilhinhas, em São José. Segundo o delegado Alexandre Santana Alves, da 1º DP de São José, o foragido foi beneficiado com a saída temporária em maio de 2019 e não retornou ao presídio. Ele responde por crime de tráfico de drogas.


CONDENADOS POR ESTUPRO
Dois homens denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) foram condenados pelo estupro de três crianças irmãs na Comarca de Palhoça. Um dos homens, condenado a 80 anos de prisão, era padrasto das meninas e abusou delas por seis anos. O outro era namorado da mais velha das três irmãs e foi condenado a 22 anos de reclusão.

A denúncia apresentada pela 8ª Promotoria de Justiça da Comarca de Palhoça relata que, entre 2007 e 2013, aproveitando a ausência da mãe, o padrasto abusou das três meninas. Os abusos iniciavam quando as crianças tinham por volta de seis anos de idade, quando o homem passava a mão nas partes íntimas das meninas, e evoluíam para sexo oral, anal e a consumação do ato sexual.

Duas das meninas foram desvirginadas por volta dos 10 anos, e a terceira, a mais nova delas, só não o foi porque conseguiu se desvencilhar do agressor. Para garantir o silêncio das crianças sobre os abusos, o padrasto ameaçava matar as três irmãs.

Já o segundo réu passou a namorar a filha mais velha quando ela completou 13 anos. Ele manteve relações sexuais com a menina e a engravidou. A denúncia demonstra, ainda, que o rapaz abusou e teve relações sexuais com outra das irmãs, que na época tinha entre 12 e 13 anos.

Quando os abusos foram descobertos e passaram a ser investigados, as meninas foram abrigadas. Ouvidas mediante depoimento especial - sistema que evita que a criança ou adolescente vítima de violência tenha que repetir seu depoimento nas diversas fases do processo e seja revitimizada -, as meninas detalharam os repetidos abusos que sofreram.

Diante dos fatos e provas apresentadas pelo Ministério Público, o Juízo da 1ª Vara criminal condenou os dois réus por estupro de vulnerável. O padrasto foi condenado a 80 anos de prisão em regime inicial fechado. Já o namorado da irmã mais velha foi condenado a 22 anos de prisão, também em regime inicial fechado. Ele poderá recorrer da decisão em liberdade.

O promotor de Justiça Alexandre Carrinho Muniz, autor da denúncia, destaca que após garantidos os direitos à ampla defesa e ao contraditório, e passando por uma instrução que preservou as vítimas para que elas não fossem revitimizadas, a sentença prolatada pela juíza em exercício na 1ª Vara Criminal da Comarca de Palhoça reconheceu a procedência da acusação feita pelo Ministério Público, aplicando a pena dentro da lei, no caso concreto, com a retribuição que lei penal impõe a crimes sexuais, em especial envolvendo crianças e adolescentes. "A 8ª Promotoria de Justiça da Comarca de Palhoça ficou satisfeita com a condenação, nos moldes aplicada", concluiu o promotor de Justiça. 


JULGADOS POR MORTE DE CASAL
Três integrantes de facção criminosa denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) pelo homicídio de duas pessoas passaram a ser julgados a partir desta quarta-feira (24) pelo Tribunal do Júri da Comarca de Palhoça. As duas pessoas foram vítimas de golpes de faca e queimadas ainda vivas.

A 8ª Promotoria de Justiça da Comarca de Palhoça atribui aos réus a autoria de homicídio, sequestro, ocultação e vilipêndio de cadáver, corrupção de menores e organização criminosa. Os crimes foram motivados pelo fato dos réus, integrantes de uma organização criminosa, suspeitarem da lealdade das vítimas.

Três acusados serão julgados, e outros dois réus já foram condenados a 71 anos e a 47 anos de prisão em regime inicial fechado. Os crimes hediondos tiveram também a participação de pelo menos dois adolescentes.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg