Covid-19: Guarda terá cartilha para visitantes

​A ideia é orientar os turistas sobre medidas de prevenção e conter a disseminação do vírus

19d9ea3939c4190f23abe9fc059bf1d2.jpg Foto: REPRODUÇÃO

Por: Sofia Mayer*

 

De olho na escalada de casos do novo coronavírus em Palhoça, comerciantes da Guarda do Embaú se uniram para conscientizar turistas e proprietários de casas de veraneio sobre os perigos da Covid-19. A partir de ações para tentar coibir o avanço do vírus, a comunidade pretende responder ao apelo do prefeito Camilo Martins (PSD), que solicitou maior cooperação dos palhocenses, em comunicado divulgado no dia 23 de junho, pelas redes sociais.

As ações vão ocorrer a partir da distribuição de uma cartilha, que orienta os visitantes a realizarem os procedimentos sanitários recomendados pelas equipes de saúde, como a utilização de máscara em ambientes internos e externos, o distanciamento social, pagamentos com cartão ou de forma online e a utilização constante de álcool gel. Para dar mais visibilidade às medidas de segurança, faixas foram confeccionadas e devem ficar estampadas na região central da comunidade.

Além de presidente da Associação Comunitária da Guarda do Embaú, Telma Vieira Correia, é dona de um restaurante na Guarda do Embaú e afirma que a mobilização é importante para manter a segurança local, sem deixar que munícipes fiquem sem trabalho. “Alguns comércios estão se organizando, repassando para a comunidade e turistas sobre nossa preocupação em estar abertos, e sobre risco que a gente corre também”, observa.

Ela explica que, depois de passar mais de 40 dias com lojas fechadas, no início da pandemia em Santa Catarina, o comércio da Guarda do Embaú sofreria terríveis danos caso precisasse suspender as atividades novamente, por isso, escolheu focar na prevenção. “Claro que a comunidade tem medo, mas a maioria tem consciência da importância de se ter algum recurso, alguma renda, de poder estar trabalhando. Porque nem todo mundo consegue se sustentar sem trabalho”, explica. 

Pequenos negócios, como aqueles na Guarda do Embaú, respondem, hoje, por 98% das empresas no Brasil, segundo números do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e costumam ser os mais afetados em períodos de crise.

 

Alinhamento

Uma reunião com comerciantes aconteceria nesta sexta-feira (3) para aperfeiçoamento das medidas adotadas pelos lojistas. Além das orientações que serão dadas a visitantes, empresários lembram que estão seguindo à risca as regras sanitárias em seus estabelecimentos, como restrição de número de clientes simultâneos e “outras coisas que consideramos importante para diminuir os impactos. 

 

* Sob a supervisão de Luciano Smanioto

 


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg