f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

Linhas do futuro: grupo apresenta hospital para PH

Conheça os detalhes do hospital particular Leonardo da Vinci, que será erguido no Pagani

a1d43f778c7cac4316b13b9981f3abec.jpeg Foto: reprodução - Projeto 3D / Divulgação

O primeiro complexo médico-hospitalar de grande porte de Palhoça, denominado Leonardo da Vinci, começa a ser construído ainda em 2021, com a previsão de conclusão em 2025. Na primeira etapa de obra, serão erguidas duas torres de 19 pavimentos: uma delas abrigando uma unidade hospitalar de média e alta complexidade, com capacidade para 100 leitos; e a segunda, um centro médico para consultórios, laboratórios e clínicas. De acordo com o projeto, as especialidades incluem ala com infraestrutura completa para o tratamento oncológico.

A localização é o bairro Pagani, em área integrada ao Shopping ViaCatarina. O Leonardo da Vinci será inserido em um complexo multiuso, com shopping center, serviços, gastronomia, hotel, auditório, torre de clínicas médicas, short stay accommodation, sênior residence e amplo estacionamento rotativo. O propósito do empreendimento é gerar um hub de saúde referencial na região continental da Grande Florianópolis, conectando uma unidade hospitalar com todos os serviços de saúde. Trata-se de um empreendimento privado, porém, estão previstas parcerias com a Prefeitura de Palhoça para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O hospital Leonardo da Vinci será equipado com aparelhos inovadores para exames de imagem de alta complexidade e tratamento oncológico de ponta. Irá oferecer um atendimento de referência nacional, planejado em cada detalhe, seguindo todas as diretrizes da consultoria do hospital Albert Einstein, de São Paulo, um dos mais avançados do mundo.

O projeto já recebeu aprovação por parte da Prefeitura de Palhoça e demais órgãos públicos regulatórios. O prefeito Eduardo Freccia entregou, recentemente, o alvará de construção da obra aos empreendedores, em audiência no seu gabinete.


Projeto sendo idealizado desde 2016

A ideia deste empreendimento está estruturada desde 2016, numa parceria entre os empresários e amigos Pasquale Migliardi e Horácio de Figueiredo. O objetivo inicial era o de promover seu lançamento em 2020, em meio ao anúncio de expansão e às comemorações pelos 10 anos de atividade do Shopping ViaCatarina, em que Horácio de Figueiredo era um dos principais controladores. Pasquale Migliardi é sócio da PME Empreendimentos Imobiliários, incorporadora que atua na Grande Florianópolis desde 2008. 

Ocorre que, em novembro de 2019, o empresário Horácio de Figueiredo faleceu, e logo após a virada do ano, começou a pandemia de Covid-19, acontecimentos que interromperam o andamento do projeto.

As tratativas entre os sócios foram retomadas, com a chegada de mais um parceiro, o médico Felipe Bittencourt, que tem especialização em Medicina Intensiva e atua como cirurgião plástico na Grande Florianópolis. O empresário Platão Figueiredo assumiu o lugar do pai na administração dos negócios da família, que atua nos segmentos de construção civil, hotelaria e serviços através do grupo Sibara, que tem sede em Itajaí (SC).

O projeto arquitetônico máster leva a assinatura do escritório Dória Lopes Fiuza Arquitetos Associados e tem a participação e acompanhamento de mais de 10 escritórios de arquitetura e engenharia.

Para Pasquale Migliardi, a saúde privada no Brasil reúne uma ampla gama de subsetores, cada vez mais interligados e verticalizados. “Junto aos hospitais, funcionam as clínicas, que operam os serviços de diagnósticos, como laboratórios de análises clínicas e de imagem; farmácias e fabricantes de medicamentos e de produtos médico-hospitalares; além de todas as categorias profissionais ligadas ao segmento da saúde. O hospital Leonardo da Vinci foi idealizado para poder proporcionar à região da Grande Florianópolis e municípios limítrofes um sistema integrado de saúde que inclui prevenção, diagnóstico, tratamento, internação e reabilitação, onde o paciente consegue, em um único lugar, ser atendido por completo”, refletiu o empreendedor. 

“Um hospital de média e alta complexidade, como este que começa a ser erguido, tem potencial de gerar até 10 empregos diretos por leito, o que o coloca no patamar de geração plena de mil empregos diretos, todos de alta qualificação. A torre anexa de clínicas, laboratórios e consultórios poderá representar uma geração de outros dois mil empregos diretos, agregando força e qualificação ao PIB do município”, destacou Pasquale.

Filho do empresário Horácio de Figueiredo e atual diretor executivo do grupo Sibara, Platão Figueiredo reforça um dos pensamentos do pai em ter sido um dos idealizadores deste projeto, que agora começa a ser colocado em prática. “Ele sempre manifestou isso, a necessidade que a região de Palhoça tinha de contar com um hospital que fosse referência, tendo ao seu lado um centro de atendimento na área da saúde, um sonho que esta parceria vai tornar realidade”, projetou.

Junto ao centro médico, irá funcionar a sede do Instituto Horácio de Figueiredo, uma entidade que já foi criada, sem fins lucrativos, e que desenvolverá projetos sociais voltados à área da saúde pública. Já estão sendo entabuladas parcerias com o Secretaria da Saúde do município, mediante o trabalho do secretário Rosiney Horácio, para que o Instituto Horácio de Figueiredo possa contribuir a melhorar a saúde pública de Palhoça. “Nosso projeto tem como objetivo entregar para a região de Palhoça um empreendimento que se transforme em uma referência nacional para a área da saúde”, resume Platão Figueiredo.

 

Complexo Hospitalar Leonardo da Vinci
Primeira etapa
Conceito máster de hub de serviços de saúde
Integração ao complexo multiuso do ViaCatarina
Área construída de 23 mil metros quadrados
Torre de clínicas e consultórios
Atendimento particular 
Convênios e SUS
Prevenção
Diagnóstico
Tratamento
Reabilitação
100 leitos, incluindo quartos vips
Dois andares, com 20 leitos de UTIs
Seis salas cirúrgicas, incluindo hemodinâmica
Centro de pronto-atendimento 24 horas

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Galeria de fotos: 10 fotos
Créditos: reprodução - Projeto 3D / Divulgação Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas Douglas Silveira e Adriel Douglas
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg