Secretário da Saúde alinha medidas com prefeitos

André Motta Ribeiro conversou na manhã desta sexta-feira (10) com chefes do Executivo de Palhoça, Florianópolis, São José e Biguaçu

8a28e2f3621acc0a2c5afd7003b39af0.jpg Foto: MAURÍCIO VIEIRA/SECOM/DIVULGAÇÃO

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, reuniu-se virtualmente, na manhã desta sexta-feira (10), com quatro prefeitos da Grande Florianópolis para alinhar medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na região. Durante o encontro, o secretário respondeu a dúvidas dos prefeitos das cidades de Palhoça, Florianópolis, São José e Biguaçu, e afirmou que o governo do estado está trabalhando para ampliar ainda mais a quantidade de leitos de UTI disponíveis na região.

Segundo Motta, poderão ser ativados entre 25 e 30 leitos na rede estadual nas próximas semanas. Além disso, até 30 leitos poderão ser ativados em unidades que não são geridas diretamente pelo estado, entre elas, o Hospital de Biguaçu e o Hospital de Caridade.

O secretário sugeriu a utilização de recursos dos municípios da região para contratar leitos na rede privada, para estruturar uma ala de terapia intensiva no Hospital de Biguaçu, com o apoio do governo do estado, que ajudaria com equipamentos e na luta pela habilitação dos leitos junto ao Ministério da Saúde. 

Motta destacou que essa foi a segunda reunião com os prefeitos nesta semana e elogiou a atitude de tomar medidas de combate à pandemia de maneira unificada, definida nesta quinta-feira (9). “Foi uma reunião bastante produtiva. Pudemos discutir a classificação de risco sanitário da região e as ações de responsabilidade de cada um nesse processo. Os municípios estão entendendo a proposta do estado de descentralização das interferências de gestão conforme a necessidade. Essa discussão já tem mais de 30 dias e agora aproximamos muito o diálogo. Evoluímos bastante no entendimento do que se pode ou não fazer em termos de atividades sociais e econômicas. Falamos também sobre a importância de se ampliar a transparência dos dados, o que é vital em um momento como esse”, destacou Motta.

O secretário da Saúde também destacou a importância de ampliação do diálogo com os prefeitos. Segundo ele, as reuniões servem para afinar a relação e buscar ações conjuntas no enfrentamento à pandemia. Um novo encontro foi marcado para a próxima semana.

Motta ainda relatou aos prefeitos que o momento não impõe a construção de hospitais de campanha, pois há espaço para ampliação de leitos na rede hospitalar. Ainda segundo o secretário, uma eventual instalação de hospitais de campanha deveria ser responsabilidade do governo federal.


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg