f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

Dirce: PL apoia mulheres vítimas de violência

Projeto de lei da deputada foi bem aceito em diversos setores da sociedade

b1cab474e91babd6254cac0f93034f3e.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Foi bem aceito em diversos setores da sociedade o projeto de lei (PL) da deputada Dirce Heiderscheidt (MDB) que define a reserva de 5% de vagas de trabalho em agências de emprego para vítimas de violência doméstica ou familiar, bem como a reserva de vagas em escolas públicas estaduais para matrícula ou transferência dessas mulheres ou de seus filhos.

A proposta foi apresentada em 2017 e retomada agora, após solicitação da parlamentar, que defende a sua importância e urgência. O principal objetivo da matéria é ajudar as vítimas a recomeçarem suas vidas.

De acordo com o texto, o direito a esse atendimento prioritário será garantido com a configuração da violência doméstica ou familiar declarada por decisão judicial. “Esse projeto propõe, em dois pontos, quebrar o ciclo de violência doméstica em que muitas mulheres estão presas. Ele oferece um recomeço financeiro, apoiando a inserção das vítimas no mercado de trabalho e auxiliando que os filhos dessas mulheres, que precisam muitas vezes sair de casa, tenham uma vaga em outra escola, sem que se prejudiquem”, esclareceu a deputada. 

O PL deve ser votado nos próximos dias pelo plenário da Assembleia Legislativa. Se aprovado, será enviado para sanção do Governo do Estado.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg