Beltrano - Edição 758

As verdades do Jair

Na abertura do discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, Jair Messias sentenciou: "É uma honra abrir esta assembleia com os representantes das nações soberanas, num momento em que o mundo necessita da verdade para superar seus desafios".
Segue, Jair, com as verdades – e Beltrano, com a corneta:

1. O governo tratou o vírus e o desemprego com a mesma responsabilidade.
Verdade? Então, se foi com a mesma responsabilidade, considerando que o vírus foi tratado como "só uma gripezinha", o desemprego é só um "desempregozinho"?

2. Governadores é que tomaram as medidas de isolamento e “restrição de liberdade”. Verdade! Por recomendação, inclusive, de pelo menos dois ministros da Saúde do governo Jair.

3. Ao presidente, coube o envio de recursos e meios a todo o país.
Verdade! Verdade seja dita: a distribuição de renda com o auxílio emergencial salvou o comércio e evitou uma derrocada ainda maior da economia. Mandou bem, Jair!

4. Foi a imprensa que politizou a pandemia e levou pânico à população.
Verdade? Opa, então só eu recebi uma chuva de mensagens no WhatsApp de gente apavorada com informações e vídeos no YouTube (vindos de populares, e não da imprensa) falando da situação do vírus na China, antes mesmo da imprensa noticiar o perigo da doença, que nem tinha nome na época? Preciso repensar minhas amizades!

5. O auxílio emergencial distribuiu mil dólares para 65 milhões de pessoas.
Verdade? Então tem que avisar a Caixa Econômica Federal que os números divulgados pelo banco estão incorretos, presidente, dá uma bronca lá! Segundo a Caixa, foram distribuídos R$ 201,3 bilhões para 67,2 milhões de pessoas, o que dá 551 dólares por pessoa. Nem com as parcelas futuras chega a mil dólares. Tá OK, 551 dólares são aproximadamente mil dólares, eu é que estou fazendo tempestade em copo d'água!

6. O Brasil está aberto para o desenvolvimento de tecnologia 5G.
Verdade? Que ótima notícia, presidente, mas não sei se seus apoiadores vão gostar disso não, afinal, muitos não acreditam que o 5G é coisa do demônio pra escravizar a humanidade e foi usado para espalhar a Covid-19?

7. A produção rural não parou, o agronegócio continua pujante e somos o maior produtor de alimentos do planeta.
Verdade! Somos a Ceasa do mundo, orgulho do nação! Mas bem que dava pra pensar um pouquinho mais na nossa gente, ao invés de aproveitar a alta do dólar pra exportar arroz e deixar o mercado interno com arroz ao preço de picanha, né?

8. Temos a melhor legislação ambiental do planeta.
Verdade! Então, vamos praticá-la, não é não? Não faz sentido esta ânsia para mudar a legislação ambiental, passando a boiada da desregulamentação enquanto os olhos estão vendados com a Covid, né, presidente?
 
9. Somos vítimas de uma brutal campanha de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal. Só tem fogo em áreas já desmatadas por caboclos e índios e não pega fogo em floresta úmida.
Verdade? Então manda consertar os satélites que mostram as áreas queimadas, estão todos estragados! E aplausos para os artistas de Photoshop que estão fazendo as imagens das florestas antes e depois do fogo, me fizeram acreditar que foram queimadas mesmo! Em tempo: será que fogo queima cara-de-pau?

10. Somos líderes em conservação de florestas tropicais.
Verdade! E vamos continuar assim, né, presidente? Ou não?

11. Mantenho minha política de tolerância zero com o crime ambiental.
Verdade? O restante do governo sabe disso? O ministro do Meio Ambiente está ciente da sua intolerância ao crime ambiental, presidente? Precisa avisar, manda um memorando lá, presidente! Ou então, precisamos esclarecer o que o senhor entende por "crime ambiental".

12. Buscamos a regularização fundiária, visando identificar os autores desses crimes.
Verdade? Mas não é justamente para especulação imobiliária, na farra dos grileiros, que é realizada boa parte das queimadas em áreas de preservação ambiental? Uma coisa não choca com a outra não, presidente?

13. Não vai ter item 13 não, porque é número comunista!

14. Fomos vencidos pelo protecionismo e não conseguimos regulamentar o Acordo de Paris.
Verdade! É isso aí, presidente, pau nestes protecionistas de uma figa! Não ao protecionismo! Viva o multilateralismo! (Se me empolguei demais, o senhor me desculpe, por favor!)

15. Somos destaque no apoio a refugiados da ditadura bolivariana na Venezuela.
Verdade! Que bom saber que os venezuelanos foram bem acolhidos e estão sendo bem cuidados por aqui! Parabéns, presida!

16. Nossas operações humanitárias no exterior são exemplares.
Verdade! Perguntar não ofende: e como estão as operações humanitárias por aqui, em território nacional, presidente, está tudo a contento?

17. Fizemos a reforma da Previdência e vamos fazer as reformas Administrativa e Tributária.
Verdade? Excelente notícia! Só avisa o Centrão pra não mexer muito nas propostas pra não ficar o mais do mesmo, presidente! Eu sei que 2022 está logo ali, mas cobra os homens lá, presidente!

18. Continuamos trabalhando pela preservação e promoção da ordem democrática.
Verdade? Precisa avisar seus correligionários, presidente, porque eles não andam muito felizes com a democracia e suas instituições, não!

19. Precisamos combater a cristofobia e no meu governo estreitamos relações com os países árabes.
Verdade! Mas os países árabes concordam com isso, presidente? Eles não são islâmicos, não? Igrejas cristãs não são proibidas por lá? Ah, aplausos para eles, menos no que diz respeito à cristofobia, é isso que o senhor quis dizer? Ah tá, entendi!

20. O Brasil é um país cristão e conversador.
Verdade? Achei que o estado era laico, ou seja, não tinha uma religião definida. Tem que avisar à Constituição, ela está errada, então, presidente! Confio no senhor, então, pra arrumar a Constituição no tocante a isso daí!

Teve mais? Teve, mas Beltrano perdeu o fôlego de tanto cornetar, melhor parar por aqui!



Publicado em 24/09/2020 - por Beltrano

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg