De volta ao futuro

Com a proibição das aglomerações, sistema drive-in, popular no século passado, é reinventado em projeto solidário do Passeio Pedra Branca e jornal Palhocense

12a8afaf69b89d6a3860f41603b87b0f.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

Talvez nem todo mundo tenha familiaridade com o termo em inglês “drive-in”, mas não há quem não lembre de ter visto nos filmes norte-americanos as famosas telas gigantes, onde filmes são exibidos e acompanhados por espectadores confortavelmente sentados em seus carros, alinhados em amplos estacionamentos! Por aqui, muitos tiveram a oportunidade de viver o clima do drive-in no Auto-Cine, que fez sucesso em Balneário Camboriú do início dos anos 1970 até o final dos 1980! Pois essa experiência de acompanhar de dentro do carro a projeção de uma obra audiovisual pode ser revisitada entre os dias 26 e 28 de junho, no Passeio Pedra Branca, e você vai pagar o valor que quiser (de R$ 10 a R$ 100) para entrar com seu carro.

O Drive-In Passeio Pedra Branca surge num cenário marcado pelo “novo normal”. A conexão entre as pessoas, a cultura e o lazer importam, mesmo em épocas de afastamento social, provocado pelo enfrentamento da pandemia de Covid-19. As aglomerações não são recomendáveis, mas o entretenimento sobrevive às circunstâncias. Seja nas transmissões no universo digital das redes sociais, seja em iniciativas criativas, como o Drive-In Passeio Pedra Branca.

A pandemia causada pelo Covid-19 trouxe o desafio de quebrar paradigmas, sem perder a essência humana. Após meses aprendendo a lidar com o isolamento, o planeta vai se redescobrindo. A música, o teatro, a dança e o cinema buscam novas conexões com o público. Um olhar ao passado revelou a opção segura, interessante e criativa do drive-in. Eternizado na cultura dos anos 1960 e 1970, esse modelo de exibição de filmes em grandes estacionamentos já volta a ser realidade no mundo. Nesse cenário fértil para novas e corajosas ações, surge esse projeto do Passeio Pedra Branca e do jornal Palhocense, que é um espaço sempre em sintonia com a cultura, o bem-estar, a saúde e a família.


Estrutura montada

Um time de fornecedores com qualificação ímpar em grandes eventos na Grande Florianópolis foi convocado para organizar a exibição. A expertise da Mani Estruturas e Eventos, AG Led, Rafa Som, MB7 Brigadista, Up Clean Limpeza, WOW Ideias e Stark Geradores fazem parte da equipe especializada que terá a responsabilidade de garantir qualidade, conforto e segurança aos espectadores.

A estrutura será montada no estacionamento do Hippo Supermercados. Um painel de LED de alta definição, de 30 metros quadrados, será instalado no local, que terá capacidade para receber até 130 automóveis. O áudio será transmitido via sinal de Rádio FM. 


Atrações em cartaz

Serão seis sessões na grade inicial do projeto (duas por noite, às 18h e às 20h), todas com apresentações exclusivas de músicos da região. Além disso, os parceiros formarão um pool na transmissão com imagens do show e da experiência do drive-in nas redes sociais.

As apresentações serão exclusivas, captadas na Mansão Luchi. A captação de vídeo e a produção dos espetáculos ficará a cargo da REC4TV, e a transmissão será feita em internet de alta velocidade pela Mais Internet. Quem não puder acompanhar o evento no local, poderá assistir à transmissão do show no YouTube e Facebook do jornal Palavra Palhocense; no Facebook Passeio e no YouTube da Cidade Pedra Branca; e no Facebook da Mais Internet.

A tradicional banda Crepe Suzette será a primeira a se apresentar, nas sessões programadas para o dia 26. “A banda está muito feliz de participar desse grande projeto de entretenimento desse nosso ‘novo normal’, e com toda a segurança. E o mais importante: ajudar o fundo de apoio Juntos Pela Frei Damião”, comenta o guitarrista Brian Keith. “É muito importante esse tipo de iniciativa, para mostrar a importância do setor de entretenimento e que temos que pensar em novas formas de manter a cultura e a música vivas em nosso estado”, acrescenta.

O músico destaca que a banda fará duas apresentações com repertório variado. Um deles será voltado ao pop/rock e clássicos. “No outro, vamos trazer o que fazemos nos bailes de formatura, casamentos e eventos corporativos, com estilos variados, (um show) animado e dançante”, destaca Brian.

No dia 27, a atração é o músico Chico Santos, que vai apostar em um repertório bem eclético, com sertanejos atuais, sertanejo antigo, rock local e internacional, MPB, reggae, country e até música cubana. “Achei fantástica a ideia desde o início, pois é um meio de levar o lazer às pessoas sem colocá-las em risco de contaminação. E, acima de tudo, o fato de ser um evento voltado para uma obra social - no caso, o Frei Damião -, isso é gratificante demais, fazer o bem e levar música e alegria não tem preço”, reflete Chico. 

Fechando as apresentações, no dia 28 o público vai poder conferir um show do músico Nathan Malagoli, que vai mesclar músicas autorais com canções que influenciaram sua carreira. “Vai estar bem bacana. A gente vai do reggae ao pop, passando até por Alceu Valença, músicas que eu cresci ouvindo. Vai ser um som da beira da praia, com uma pegadinha mais ‘pra frente’, pra deixar a turma bem ligada dentro do carro”, projeta Nathan, que vai se apresentar na companhia do baterista Nando Quadros e do baixista Roberto Malagoli. O músico disse que está muito feliz por participar do projeto. “Isso é importante para nós, músicos, porque é uma forma da gente estar mostrando nosso trabalho e também conseguindo ganhar algum cachê, em um momento em que os shows estão cancelados e adiados”, pondera.


Contribuição social

As inscrições para assistir às sessões serão realizadas pelo site Sympla (https://bit.ly/2YIcEIw), com pagamentos espontâneos. Todo valor arrecadado com os ingressos será revertido para o Fundo de Apoio Juntos Pela Frei Damião - descontada a taxa de administração cobrada pelo site.

A comunidade Frei Damião é considerada a de maior risco social de Santa Catarina. Segundo dados do último Censo do IBGE, mais de 5 mil pessoas vivem no local e sentem os impactos do isolamento social devido ao coronavírus. Em muitas famílias, há dificuldade para obter alimento, itens de higiene e de limpeza. A renda de muitas pessoas provém de trabalhos informais e autônomos, afetados por essa crise.

Para garantir o acesso da comunidade a alimentos, itens de higiene e de limpeza durante esse período, foi lançado o Fundo de Apoio às Famílias da Comunidade Frei Damião, liderado pelo Grupo Pedra Branca, Associação de Moradores da Pedra Branca (AMO) e Associação Empresarial de Palhoça (Acip), em parceria com o Icom Floripa, responsável pela gestão e apoio técnico.

Nessa campanha, a contribuição popular vale o dobro! Isso porque para cada R$ 1 doado por pessoas físicas ou jurídicas, o Grupo Pedra Branca doará mais R$ 1 à causa. 


Programação

Sessões às 18h e às 20h

26/06 - Banda Crepe Suzette
27/06 - Chico Santos
28/06 - Nathan Malagoli


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg