Quase 10 mil pessoas já assistiram ao debate

Um dos pontos altos do debate foi a participação do público. Leitores e internautas do Palhocense e ouvintes da Rádio São Francisco, que também transmitiu ao vivo, puderam fazer perguntas aos candidatos

bf7a3fac941c72553c93fe076e88f645.jpg Foto: FLAVIO LENGRUBER

O tradicional debate entre os prefeituráveis de Palhoça realizado pelo jornal Palhocense e pela Acip, embora com formato alterado devido à pandemia, foi mais um sucesso. O auditório lotado do cinema do ViaCatarina deu lugar ao salão de eventos do Slaviero Hotel, na presença de poucos assessores e equipe técnica. Porém, ao vivo, pelo YouTube do Palhocense, mais de 1.400 internautas acompanhavam cada fala dos sete candidatos.

Os sete postulantes ao principal cargo da cidade deram uma aula de respeito às ideias divergentes e principalmente aos eleitores, que acompanharam um debate de alto nível. A Ordem dos Advogados do Brasil participou do evento como apoiadora e assinou a banca de advogados responsável pelo julgamento de pedidos de direito de resposta. Porém, nenhum pedido precisou ser protocolado.

No final da tarde desta quarta-feira (11), chegava a 10 mil o número de acesso à postagem completa do debate pelo YouTube do Palhocense (confira abaixo).


Mediador
Muito elogiado pelo público e pelos candidatos, o mediador do embate, o jornalista Vânio Bossle, mostrou por que é um dos profissionais de imprensa mais reconhecidos e tradicionais do estado.


Acip avalia o encontro
Para o presidente da Associação Empresarial de Palhoça (Acip), Ivan Cadore, a realização do debate permitiu que os eleitores acompanhassem as manifestações dos candidatos de forma plural. “O debate deu abertura para que os candidatos expusessem suas respectivas plataformas, deixando aos eleitores a tarefa de analisar os depoimentos e formar opinião a respeito. A Acip apoia e sempre apoiará iniciativas como essa, para que questões fundamentais para o futuro do município sejam debatidas pelas forças políticas locais. A Acip é apartidária, mas não é apolítica, estaremos sempre participando das discussões públicas de relevância para o município”, declarou Cadore.

Interação
Um dos pontos altos do debate foi a participação do público. Leitores e internautas do Palhocense e ouvintes da Rádio São Francisco, que também transmitiu ao vivo, puderam fazer perguntas aos candidatos. As perguntas foram sorteadas na presença de coordenadores de campanha e os candidatos responderam sobre os mais variados temas. Entre eles: saúde, meio ambiente, economia, região metropolitana, manguezais e outros.

Candidatos avaliam sobre o encontro
O candidato da coligação “Palhoça Avançando Ainda Mais”, Eduardo Freccia, considerou o debate muito positivo. Ele acredita que é uma maneira democrática de expor ideias e projetos. “Foi um espaço onde pude demonstrar aos palhocenses o conhecimento e a experiência adquiridos nesses últimos sete anos de muito trabalho na Prefeitura de Palhoça, que farão a diferença nos próximos quatro anos”, avaliou, parabenizando a iniciativa.

Jailson Rodrigues, candidato pelo PT, também avaliou positivamente o debate: “Esse encontro veio para coroar o trabalho do jornal Palhocense durante a campanha, dando espaço igual para todos os candidatos. Reforçou a credibilidade do veículo da cidade. Só tenho a agradecer pelo espaço e pela oportunidade”.

O candidato Luciano Pereira, do Avante, em nota, avaliou o encontro: “O debate foi muito bem organizado, estrutura muito boa também. Além da organização e estrutura, também seguiram as normas de prevenção à Covid. O jornalista Vânio Bossle mediou muito bem o debate e acredito que o encontro foi muito importante para o eleitor tomar sua decisão em relação ao seu voto”.

Para o candidato Rangel Medeiros, do PSol, o debate foi “bastante proveitoso”. “Foi o único em que todos os candidatos compareceram e foi possível confrontar algumas ideias uns com os outros. Foi possível para o eleitor atento observar algumas contradições nas falas de alguns candidatos. Por exemplo: a base de alguns deles é a parceira público-privada, mas conseguimos levar a discussão no sentido de alertar que esse tipo de parceria pode abrir margem para que prefeitos e vereadores possam usar essas parcerias como instrumentos para interesses próprios”, alertou. “Fiquei feliz, pois consegui deixar clara a nossa posição de oferecer o serviço de forma totalmente pública, democrática e transparente”, concluiu o candidato.

O Palhocense também procurou os candidatos Jean Negão (Patriota), Coronel Ivon (PSL) e Sérgio Guimarães (PL) para que comentassem sobre a realização do debate, mas nenhuma resposta havia sido encaminhada até o fechamento desta página.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Galeria de fotos: 5 fotos
Créditos: FLAVIO LENGRUBER FLAVIO LENGRUBER FLAVIO LENGRUBER FLAVIO LENGRUBER FLAVIO LENGRUBER
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg