Radares na estrada: estão funcionando?

Após dúvidas de leitores, o Palhocense consultou a PRF sobre a atuação dos verificadores de velocidade

8cfc50d612900dc584177dd463ec1d3a.jpg Foto: LUCIANO SMANIOTO

Por: Sofia Mayer* 

 

A instalação de um suposto radar, registrada por um leitor do Palhocense às margens da BR-101, nas proximidades do trevo de acesso do Aririú, levantou dúvidas em relação ao andamento das fiscalizações de velocidade nas estradas federais: elas estão ou não acontecendo? Pensando em responder a essas questões, a equipe de reportagem foi conferir com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) como está a situação depois da queda de braço, no fim do ano passado, entre o governo federal, que havia determinado a retirada de radares das rodovias, e a Justiça.

Embora a semelhança do aparelho visualizado pelo leitor possa dar margem à dúvida, a estrutura se trata, na verdade, de um contador de fluxo de automóveis, de acordo com a PRF. Apesar disso, há radares ativos no município e novos verificadores de velocidade para serem inseridos. É o caso de um trecho da BR-101, nas proximidades do Centro de Palhoça. “Ali, o projeto está suspenso, mas a ideia é manter aquela área com uma sinalização constante. Ainda não está definido se será 80km/h ou 100km/h”, afirma o diretor do núcleo de Comunicação da PRF, Graziano.

Em agosto de 2019, os radares portáteis e estáticos chegaram a ser suspensos em todo o território nacional. Uma ordem judicial, no entanto, determinou que o governo voltasse a fiscalizar a velocidade dos automóveis. “Os radares fixos que a PRF tinha foram mantidos. Em nenhum momento, pelo que me lembre, eles foram retirados”, lembra Graziano. As multas por infrações cometidas pelos motoristas seguem sendo registradas normalmente.

Nas rodovias federais não pedagiadas, de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), houve um hiato na fiscalização, com o vencimento do contrato. Com o acordo atualizado, a autarquia federal está colocando novamente os radares nas estradas. 

 

* Sob a supervisão de Luciano Smanioto

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg