Serviços de saúde permanecem alterados em Palhoça

Desde 17 de março, a Prefeitura tomou diversas medidas de combate à pandemia de Covid-19

d7a2619cccfffd3ba58031940f7b9c8d.png Foto: REPRODUÇÃO

A Prefeitura de Palhoça mantém os atendimentos de saúde focados na prevenção ao novo coronavírus, de acordo com o Decreto Estadual nº 525 e a Portaria 224/2020, da Secretaria de Estado de Saúde. 

Todas as unidades básicas de saúde (UBS) de Palhoça permanecem destinadas, exclusivamente, ao atendimento de pacientes com sintomas respiratórios. Outros serviços básicos continuam suspensos e alguns foram realocados. Casos considerados moderados e graves devem ser encaminhados à unidade de pronto atendimento (UPA) ou à unidade básica de saúde.

A distribuição de medicamentos básicos está sendo realizada em escolas do município para evitar aglomeração nas UBS, onde há maior circulação de pessoas com sintomas respiratórios. Fármacos controlados continuam sendo fornecidos na Farmácia Central; a farmácia do Centro Especializado de Aconselhamento e Prevenção (Ceap) também funciona normalmente e Farmácia de Alto Custo permanece das 7h às 17h.

Os atendimentos de pacientes sem sintomas respiratórios e de gestantes ou puérperas estão sendo realizados unicamente na Policlínica Municipal de Palhoça, onde também são mantidos os testes do pezinho e dispensação de leite (Programa de Fórmulas Lácteas Especiais). Os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) permanecem abertos apenas para atendimentos de urgência e emergência, bem como a realização de exames laboratoriais.

Todos os servidores públicos da área da saúde, incluindo efetivos, comissionados e admitidos em caráter temporário (ACTs) que estavam de férias ou licença prêmio foram convocados e retornaram às atividades.

No âmbito da saúde permanecem suspensas as atividades do Centro de Especialidade Odontológica (CEO), Centro Especializado de Aconselhamento e Prevenção (Ceap), visitas domiciliares, fisioterapia, atendimentos do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Nasf), Núcleo de Educação Permanente em Saúde (Neps) e consultas eletivas.

 

Vacinação contra influenza

A Prefeitura já vacinou 14.650 pessoas desde o dia 21 de março, quando Palhoça antecipou a campanha de vacinação contra o vírus Influenza para idosos. Dessas, 2.600 doses foram destinadas aos profissionais de saúde da cidade.

Até a última quinta-feira (9), a Secretaria Municipal de Saúde imunizou, em domicílio, idosos com dificuldades de locomoção, acamados que já recebem visita domiciliar das equipes da UBS, e os que vivem em casas de repouso e asilo (Instituição de Longa Permanência para Idosos).

Assim que o governo estadual repassar novas doses, a vacinação contra a gripe volta a ser realizada nos idosos e outros grupos de risco em unidades escolares para evitar aglomeração nas UBS, onde há maior circulação de pessoas com sintomas respiratórios. Os próximos grupos de risco a serem vacinados são: doentes crônicos, profissionais de segurança e salvamento, caminhoneiros e motoristas de transporte coletivo e portuários. Pontos de drive thru permanecem montados em diferentes locais da cidade para os pacientes serem vacinados sem sair do carro, minimizando ainda mais o risco de contaminação por Covid-19.

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg