Futebol, diversão e solidariedade

Jornal Palavra Palhocense e Guarani de Palhoça fazem uma festa de aniversário em dose dupla neste domingo (17). Renda será revertida em uma ação social

b9931cfdde896c6ccdd11e2fd255c98d.jpg Foto: ARQUIVO JPP

Nada melhor do que uma festa para celebrar uma data importante. E quando duas referências do município comemoram juntas, a festa é ainda mais animada. Guarani de Palhoça e jornal Palavra Palhocense vão comprovar isso neste domingo (17), com um grande evento no Estádio Renato Silveira, a partir das 10h. Um evento que vai unir as paixões brasileiras, o futebol e a diversão, em nome de uma causa maior: toda a renda será revertida para uma ação social.

O Guarani de Palhoça completa 91 anos de fundação nesta sexta-feira (15), e o jornal está comemorando 30 anos de fundação em 2019. Três décadas atrás, João José da Silva criava O Palhocense, periódico que, além de levar informação aos palhocenses, acabou se transformando em um baú de memórias do próprio município. “Me sinto imensamente feliz em ter começado o legado de editar um jornal que contou, nos últimos 30 anos, a história do município de Palhoça e sua gente. Comecei lá no final dos anos 1980, ainda com máquina de escrever”, relembra João. Era uma época desafiadora para quem precisava lidar com o imediatismo da informação. A tecnologia era precária. Era preciso esperar dois a três dias para uma fotografia ficar pronta, por exemplo. Diante das dificuldades estruturais, foi o calor humano que impulsionou o jornal. “Comecei com o apoio de importantes figuras de nossa cidade, como o doutor Juarez Nahas, o historiador Claudir Silveira (in memoriam), Orildo Cabeção, o artista plástico Jacob Silveira (in memoriam) e tantos outros que deram a qualidade e a importância que um jornal em Palhoça precisava”, relembra o fundador.

Em 2005, o jornal mudou de nome. Virou Palavra Palhocense. Ganhou uma cara nova, mas manteve a credibilidade de sempre. Até porque, a sucessão veio do berço. “O maior legado que deixei do antigo Palhocense foi o fato do meu filho, o jornalista Alexandre João Bonfim da Silva, ter tomado a frente do jornal, o que sem dúvida fez com que O Palhocense chegasse aos seus 30 anos de história. Agradeço também a toda a equipe do nosso jornalismo, do financeiro, colunistas, colaboradores, anunciantes e leitores, que não deixam a peteca cair e estão dando continuidade ao que comecei, coisa que encho a boca para dizer com orgulho, pois sei da importância que representou o Palhocense para o nosso município nos últimos 30 anos”, reflete João.

Alexandre, editor-chefe do Palhocense, herdou a responsabilidade - e a alegria - de semanalmente informar o cidadão de Palhoça sobre os fatos que acontecem na cidade, buscando sempre isenção durante essas três décadas de história. “Nas nossas páginas, é possível contar a história recente da cidade, seu desenvolvimento, seus problemas e também seus potenciais. Isso nos dá uma alegria muito grande, por sermos o guardião dessa história, através dos nossos arquivos”, reflete Alexandre.

Para celebrar todo esse legado, o Palhocense se uniu à Sociedade Esportiva Recreativa e Cultural Guarani de Palhoça, uma instituição querida pela cidade, que também leva o nome de Palhoça com bastante empenho, para organizar um evento com muita alegria. Dois orgulhos palhocenses unidos em torno de uma intenção maior: toda a renda será revertida para auxiliar a cabeleireira Aline Martins a custear o tratamento contra um câncer. “A Aline é uma guerreira, que merece todo o nosso reconhecimento. A história dela é digna de um livro, por todo o empenho dela, pela forma como ela inspira as pessoas que estão próximas a ela, e que inspirou também a equipe do jornal”, diz Alexandre.

Para o vice-prefeito Amaro Junior, que encampou a ideia e mobilizou os apoiadores do Guarani, será uma festa inesquecível. “É uma data histórica, 91 anos do clube, 30 anos do jornal, e ainda, em cima disso tudo, fazendo uma ação social como a gente está fazendo, acho que coroa a história do clube e a história do jornal junto à comunidade. Acho que vai ser um momento de integração histórico para o clube”, avalia Amaro, que no final do ano passado lançou o livro “Guarani de Palhoça, 90 Anos - Do Amador ao Profissional”, em que narra a história quase centenária do Bugre. 
A festa nem começou, e Amaro e Alexandre já projetam novas edições. “A intenção é a de que anualmente a gente possa repetir este evento, sempre ajudando uma pessoa ou uma instituição”, informa o editor-chefe do jornal.


A festa

Confira a programação

10h - Jogo festivo: Amigos do Palhocense x Amigos do Guarani, com arbitragem do árbitro-show Clésio “Margarida” e a presença dos ídolos Fernandes (Figueirense) e Marquinhos (Avaí)

12h30 - Carreteiro beneficente. Open food - valor R$ 30,00

Atrações musicais
Marly Mattos e o Samba na Essência
Renato Pinho
Bateria Show da Nação Guarani
Cidão e Wando Cunha

Espaço kids, com cama elástica e piscina de bolinhas; área com quick massage; food trucks; chope Fall Bier e muito mais

Entrada franca

Renda revertida para o tratamento de Aline Martins



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif