Palhocenses levam jeito para o SUP

Pinheira recebeu a quarta etapa do Catarinense de stand up paddle

f42e0d3da5ff72315e2e28d0e671b77d.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Os palhocenses mostraram que levam jeito para o stand up paddle (SUP), com bons resultados durante a quarta etapa do Circuito Catarinense de SUP Race, realizada no sábado (7) e no domingo (8), na Praia de Baixo, na Pinheira. A etapa encerrou a temporada 2019 da modalidade, que contou com o vice-campeonato do representante palhocense Luiz Ricardo Versal na categoria Funrace.

Além de competir, Luiz Ricardo também atuou na organização do evento. “Foi top. Temos interesse de fazer todo ano, se Deus quiser. A galera está me ligando, todo mundo gostou, dizendo que é um lugar mágico”, comemora.

Em outras categorias, mais destaques palhocenses: Maicon Costa foi o sexto colocado na Race 14’ PRO, vencida por Alua Ferreira, de Florianópolis; Kelly Regina Frandaloso ficou com o título na Funrace feminina; Gabriel Machado ficou em terceiro lugar na Júnior; na Kids masculina, Vinícius Braz foi o 3º colocado, e Ruan Matos, o 4º;  Yasmin Versal ficou em segundo lugar na Kids feminina; e na Iniciantes, teve dobradinha palhocense no pódio, com Jairo Pereira em primeiro e Eduardo Santos em segundo, no masculino, e Augustina em primeiro e Patrícia Souza em segundo, no feminino.

Por falar em feminino, um dos destaques da competição foi a participação da paranaense Roseli Krepel Novloski, que participou das quatro etapas do Catarinense, representando o município de Guaratuba (PR), onde reside. A atleta, que também pratica muay thai e compete em provas de corrida, é treinada pelo marido, Paulo Roberto Novloski. Na Pinheira, Roseli ficou com o título da categoria Race 14’ PRO. “Em primeiro lugar, achamos uma praia muito bonita, com um pessoal muito receptivo. Quanto à organização do evento, percebemos que o Ricardo fez o possível e o impossível para nos proporcionar esse final de semana maravilhoso do evento. 
Foi uma prova bastante técnica, pegamos bastante vento contra até a primeira boia, que ficava na direção da Ilha do Papagaio, e na volta, até a segunda boia, era downwind com vento lateral a favor”, relata a competidora, que, após três voltas na raia de três quilômetros (totalizando 9km), encerrou a prova na quinta colocação geral na categoria Race 14’ PRO, e em primeiro no feminino. “O mais importante é reunir a galera que curte o esporte e aproveitar para reencontrar os amigos de alma salgada”, finaliza Roseli.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif