BondEconomia - 14/07

 

Ação exemplar na pandemia: Grupo Habitasul doa recursos para testagem 

 

O Grupo Habitasul, controlador da Irani Papel e Embalagem S.A. e de Jurerê Internacional, destinou R$ 100 mil para o projeto “Fera SC”, da Federação das Indústrias, que destina fundos para uma reação articulada da organização contra o coronavírus. Com as doações do projeto, será possível realizar a testagem de Covid-19 de 3.500 profissionais da saúde durante o mês de julho.

Os testes comprados foram desenvolvidos localmente e fornecidos pela empresa de biotecnologia Neoprospecta. Os exames são os do tipo RT-PCR e utilizarão a metodologia de pooling (teste em grupo), que auxilia na identificação dos profissionais positivos para Covid-19 assintomáticos, o que resulta em maior segurança para os funcionários e para a população.

O Grupo Habitasul vem realizando ações para ajudar a região a passar pelos desafios impostos pela pandemia. Recentemente, o grupo doou equipamentos de proteção individual (EPIs), tais como máscaras N95 e luvas descartáveis, além de álcool em gel, para unidades de saúde de Santa Catarina. “Cientes de nossa missão, redobramos os cuidados com nossos colaboradores e também direcionamos parte de nossos esforços para auxiliar na proteção das comunidades locais”, afirma Sérgio Ribas, CEO do Grupo Habitasul.

O grupo é organização sólida e reconhecida no mercado brasileiro – fundada em 1967 –, com atuação em setores fundamentais para o desenvolvimento da economia do país: industrial (Irani Papel e Embalagem), imobiliário, turismo e hotelaria, com destaque para Jurerê Internacional, em Florianópolis.

 

AGRONEGÓCIO VAI BEM

O agronegócio segue como uma das grandes forças que movem a economia de SC. No primeiro semestre de 2020, o setor respondeu por 72% das exportações catarinenses, com um faturamento que passa de US$ 2,87 bilhões. Os destaques são os embarques de carnes e de soja.

Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa). “O agronegócio é um grande fator de crescimento e desenvolvimento para SC. Ele responde por 34% do Produto Interno Bruto do estado e, nesse primeiro semestre, foi responsável por 72% das exportações catarinenses. Isso mostra a pujança e a importância do setor para a economia de SC e para a vida dos catarinenses. Temos um agro forte e que faz do nosso estado uma referência em produção”, destaca o secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa.

A carne produzida em SC é referência internacional em qualidade, tanto que o estado tem acesso aos mercados mais exigentes do mundo. As exportações de carnes e outros produtos de origem animal geraram receitas de US$ 1,53 bilhão, com aumento de 38,6% no valor dos embarques de carne suína. Do total exportado por SC no primeiro semestre, 38,2% são oriundos das vendas internacionais de produtos de origem animal.



Publicado em 14/07/2020 - por Luiz Fernando Bond

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg