BondEconomia - 23/06

 

Turismo de SC movimenta 33 bilhões, mas agora desenha os cenários da crise

 

Com um número estimado de 16,3 milhões de visitantes em 2019, o turismo ocupa posição de destaque na economia catarinense. O setor responde por 12% do PIB estadual e R$ 630 milhões em arrecadação de ICMS em 2019. A movimentação econômica das atividades turísticas, entre 2018 e 2020, foi de aproximadamente R$ 33 bilhões, conforme levantamentos da Santur e da Fecomércio. O número considera ocupação hoteleira, visitação a atrativos e realização de feiras e eventos. Os dados integram um diagnóstico realizado pela Santur e trazem uma visão geral da economia do turismo em SC, num documento com 56 páginas.

O levantamento também buscou estimar as consequências da pandemia do novo coronavírus para o setor, diretamente impactado pelas restrições de circulação de pessoas a partir de meados de março. Outros objetivos são o de apresentar o posicionamento da Santur frente à situação e as ações e projetos empreendidos para apoiar a retomada das atividades turísticas no estado.

Além das cifras positivas, SC tem a seu favor a imagem de qualidade e segurança dos produtos e destinos turísticos, reconhecida com inúmeros prêmios, como o título de “Melhor Estado Brasileiro para Viajar”, da revista Viagem e Turismo. SC conquistou o troféu 12 vezes.

As 13 regiões turísticas abrigam perto de 400 atrativos de destaque e quase 3,5 mil pontos turísticos, conforme mapeamento da Fecam. “Este diagnóstico permite avaliar e atender as demandas do trade turístico, principalmente nesse momento. Conseguimos realizar este levantamento que era esperado há muito tempo e agora números concretos do real cenário econômico que auxiliará, não só Governo do Estado, mas todo o setor”, disse Mané Ferrari (foto), presidente da Santur.


100 MIL EMPRESAS 

A característica transversal do turismo, que interage com mais de 50 atividades produtivas, explica por que a pandemia afetou de forma significativa centenas de pessoas, que, repentinamente, se confrontaram com um cenário de incertezas quanto a empregos e salários.

Segundo registros da Junta Comercial (Jucesc), são cerca de 100 mil empresas vinculadas ao turismo, com um perfil predominante de microempresas e microempreendedores individuais (MEI). Outro dado relevante para o estado está relacionado à economia de eventos. Calcula-se que o segmento gere em torno de 15 mil postos de trabalho e R$ 1,5 bilhão em negócios por ano em SC. Embora a maioria sejam eventos pequenos (85% do total), com movimentação média estimada em R$ 200 mil por ocasião, um grande evento movimenta em torno de R$ 15,3 milhões.

Desde o início da crise, o foco da Santur foi buscar soluções e auxiliar o setor a retomar o ritmo, com base em cinco pilares: valorização das pessoas; transparência e aproximação; fortalecimento regional; análise de dados; e cenários e equilíbrio econômico. A construção de propostas deriva do contínuo diálogo com outros órgãos públicos e com a participação do trade turístico e da sociedade civil organizada.



Publicado em 23/06/2020 - por Luiz Fernando Bond

btn_google.png btn_twitter.png btn_facebook.png








Autor deste artigo


Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg