DIC de Palhoça esclarece crime grave

Foi um roubo em residência seguido de extorsão

00559e9f5aa99cff60fcf85fd53c416c.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

No início desta semana, o poder Judiciário de Palhoça expediu quatro mandados de prisão preventiva em desfavor de investigados pelo crime de roubo em residência ocorrido em 5 de agosto do ano passado, no Bela Vista.

Na ocasião do crime, três indivíduos armados entraram em uma residência e mantiveram uma família sob graves ameaças de morte, enquanto roubavam bens e dinheiro em posse das vítimas.

A ação criminosa durou aproximadamente 40 minutos.

As vítimas foram amarradas e ameaçadas durante todo período do crime.

Após a fuga dos criminosos, a Divisão de Investigação Criminal de Palhoça (DIC) passou a investigar o caso.

No início das investigações, as provas angariadas pelos investigadores apontaram para a qualificação de dois suspeitos, que foram presos por investigadores da DIC.

Agentes do Departamendo de Administração Prisional (Deap) que desenvolvem seus trabalhos na Colônia Penal Agrícola de Palhoça colaboraram com as investigações e a partir dessa troca de informações foi possível revelar a participação de mais dois envolvidos, os quais na época do crime estavam detidos naquele estabelecimento penal.

As investigações revelaram que ambos os presos, mesmo dentro do sistema prisional, orientaram e controlaram a ação criminosa investigada.

Meses após o roubo, a mesma família passou a receber mensagens através de aplicativo de conversação em tom ameaçador, exigindo quantia em dinheiro e relatando detalhes do roubo para gerar pânico nas vítimas em troca de vantagens ilícitas.

As investigações revelaram a autoria da extorsão e com isso relacionaram o autor como envolvido no roubo.

Dos quatro indiciados, apenas um se encontra foragido, porém todos foram denunciados pelo crime bárbaro e permanecem à disposição da Justiça.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg