Campanha Calor no Coração encerrada

Campanha do agasalho recebeu mais de 4,5 mil doações

af1eb7b758c7cd3efcb2aaa4d580346c.JPG Foto: NORBERTO MACHADO

A campanha Calor no Coração, que ajudou a aquecer o inverno de muitas famílias carentes, fez, na tarde desta quarta-feira (18), a segunda - e última - entrega de donativos à instituição Abelhinhas Operárias, responsável pela distribuição das doações.

Foram entregues 1,8 mil peças de roupas (entre adulto e infantil), 132 pares de sapatos, quatro cuecas, 19 cachecóis, 33 sutiãs, 23 calcinhas, um travesseiro infantil, 10 fronhas, sete lençóis, três cobertores infantis para bebê, 11 bolsas, seis bonés, seis cintos, uma colcha de cama, quatro toalhas de rosto, três roupões e um avental. No total, a campanha arrecadou mais de 4,5 mil peças.

“Esta campanha é muito importante para nós, das Abelhinhas Operárias, tendo em vista que atendemos às famílias que têm necessidade de todo município de Palhoça. Eles vêm aqui na última quarta-feira do mês pra receber tudo o que nós recebemos de doação”, informa a presidente da instituição, Valfride Zacchi Pereira.

A Abelhinhas Operárias, que no próximo dia 25 completam 35 anos de fundação, atendem entre 60 e 70 famílias por mês; e em média, 30 gestantes procuram a entidade mensalmente em busca de ajuda para compor o enxoval. Em dias de chuva, também é comum atenderem moradores de rua, que chegam molhados e ganham muda de roupa. “É uma forma de minimizar o sofrimento dessas pessoas”, avalia Valfride.

As famílias são cadastradas em um sistema, com registro de informações básicas e até documentação das pessoas que recebem os donativos. “É muito importante, realmente, a colaboração dessas instituições, junto com o ViaCatarina, porque estamos vendo no nosso município um aumento significativo de pessoas carentes. A cada dia chegam pessoas que vieram do Oeste, do Norte, há uma demanda muito grande dos haitianos também”, revela a vice-presidente, Rosângela Alves Coelho. “Na semana que vem vamos fazer 35 anos de instituição e nunca saiu ninguém aqui com um não”, orgulha-se.


CAMPANHA DO AGASALHO PARA ANIMAIS

O curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Tecnologia Nova Palhoça (Fatenp) engajou-se em uma iniciativa do bem: a campanha do agasalho da organização não governamental Amigos e Protetores de animais de Palhoça (Aprap). Até o final de setembro, a Fatenp e a Leroy Merlin serão pontos de coleta para roupas de animais e humanas (que serão ajustadas) e cobertores. “É um engano pensar que os animais, por terem pelos, estão menos expostos ao frio”, afirma a médica veterinária e coordenadora do curso, professora Róli Simões. “E há muitos deles em situação de risco, por isso a iniciativa é tão importante”, reforça. A Aprap não tem fins lucrativos, atua somente com voluntários no resgate e encaminhamento para tratamentos necessários e doações de animais abandonados e em situação de risco. Calcula-se que, em Palhoça, são 8 mil animais abandonados.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg