Um gesto que vale por mil Natais

Gesto altruísta de Papai Noel de Palhoça rivaliza nas redes sociais

217e71ef98d132cd3b7217e1085bbc3a.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

A presença de espírito - certamente, o espírito natalino - de um morador do Aririú povoou de esperança o Natal de todo o Brasil. Há 14 anos, nesta época do ano, João Prim, de 64 anos, se transfigura no Papai Noel e propaga a essência do Natal em ações sociais. Desde 2014, ele é contratado pelo Shopping Itaguaçu, em São José, para entreter a criançada e encantar os adultos com sua simpatia. Foi lá que ele protagonizou o gesto capturado em uma fotografia que viralizou nas redes sociais e rendeu um convite para participar do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo, na última quinta-feira (12).

Foi um gesto espontâneo de pura empatia: João interagia com Vítor, de 14 anos, quando o menino, que é autista, resolveu escorregar até o chão. João decidiu escorregar com ele, transformando o momento em uma grande e generosa brincadeira. “Ele estava impaciente, a mãe sentou ele do meu lado, quando eu fui abraçar ele, ele escorregou para baixo. Eu percebi que ele era autista e brinquei: se você quer cair no chão, eu caio também. E escorreguei junto com ele, numa brincadeira”, conta João.

A imagem de Vítor e João entretidos no chão em frente ao trono do Papai Noel foi parar nas redes sociais e a repercussão foi gigantesca - até o fechamento desta edição, já tinha 71 mil compartilhamentos no Facebook. “Eu me surpreendi depois que isso caiu nas redes sociais. São muitas fotos extraordinárias que acontecem, não só aqui, mas também no trabalho voluntário. Teve um ano em que eu atendi 120 entidades. Mas quis o destino que essa imagem com o menino autista fosse destaque. Quis Deus, através desse gesto, que aquilo que eu estava fazendo de uma forma silenciosa ganhasse voz. O pouco que eu tenho conseguido ver de comentários nas redes sociais, 99% fecha com aquilo que eu penso, então estou muito feliz”, conta João.

O gesto repercutiu tanto que na última quinta-feira (12), João Prim foi convidado a participar do programa da jornalista Fátima Bernardes, na Globo. A mãe do garoto, Jussania Maria Tholl, também participou do programa. Jussania trabalha no shopping e pelo menos uma vez por mês costuma levar o filho para passear por lá. Inclusive, Vítor já havia visitado o Papai Noel Prim em outros anos e tirado foto com ele. “No dia 6, eu trouxe o Vítor no shopping, e como em todos os anos, ele bateu a foto com o Papai Noel, só que neste ano, ele resolveu escorregar pro chão, e o Papai Noel disse: ‘Se ele for se jogar no chão, também vou me jogar’. E minha filha Bruna começou a bater as fotos”, conta Jussania. “Joguei na internet, como todos os anos eu faço, e uma amiga minha pediu para compartilhar, e começou uma loucura, todo mundo compartilhando”, relata a mãe.

O gesto mobilizou, principalmente, outras mães de crianças autistas. “Muitas mães me mandaram mensagens me dizendo que iam trazer os filhos autistas no shopping, que elas tinham medo, vergonha, talvez, de trazer, porque eles gritam e se jogam no chão, e eu passei agora aqui no Papai Noel, e ele falou que só ontem viram oito autistas no shopping, e duas meninas também, que quase não tem menina autista”, relata Jussania. “Foi uma coisa que eu não esperava, as mensagens não param de chegar, só mensagem boa, agradecendo”, surpreende-se.

Papai Noel também está surpreso com a repercussão. Conta que a imagem já foi observada até no exterior, como nos Estados Unidos e na Europa. O mais importante, para ele, é que este gesto ajude a espalhar uma mensagem de solidariedade. “Eu parto do princípio de que toda pessoa merece atenção igual. Nos meus 14 anos de Papai Noel, eu posso dizer que eu tenho zero de problemas de alguém me xingar, por qualquer motivo, porque eu tomei muito cuidado em distribuir amor igual. E eu vejo que o mundo está precisando muito de atenção, de carinho, do olhar pelo outro, de se colocar do lado, não ficar acima. E eu faço isso não porque eu sou Papai Noel, mas porque é a prática da minha vida inteira como pessoa”, reflete João Prim, que foi criado em uma família engajada na Igreja e sempre procurou praticar os preceitos da religião católica. Por isso, conta que tem a missão de ajudar a resgatar a imagem do Papai Noel como um arauto do bem, e não apenas como um “entregador de presentes”.

No último domingo (15), na missa da Paróquia São Francisco de Assis, no Aririú, onde mora, foi convidado a falar sobre o gesto e foi aplaudido pelos fiéis. “Em todos os sentidos, eu estou muito feliz e realizado. Parece que o Natal no Brasil este ano vai ser um pouquinho mais voltado para a essência do Natal, que é o Menino Jesus”, diz João. “Precisamos desmistificar a imagem que fizeram do Papai Noel de um entregador de pacotes. Mesmo ele sendo um bispo católico, um santo, que vem de São Nicolau, que tem uma história de arrepiar, de tão bonita que é. Mas as pessoas preferem a imagem que o comércio fez de entregador de pacotes. Eu não tenho nada contra receber pacotes, mas que o pacote venha acompanhado de um olhar para o Menino Jesus que nasce no Natal”, prega.

Papai Noel é uma celebridade, e agora João Prim também é. As redes sociais têm a capacidade de produzir celebridades instantaneamente. Nem sempre para o bem, mas neste caso, sim. Seu João merece toda a atenção que recebeu. A empatia e a generosidade do seu gesto precisa ser replicada; suas palavras merecem ser ouvidas. Que tenhamos mais encontros como este, nossa Palhoça precisa de bons exemplos!



Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif