cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


Covid-19: novas restrições são anunciadas

Governo do estado reúne prefeitos e define medidas

08f37646a79d9beaaa91e2036c209b87.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM

Os números da pandemia só crescem em todo o Brasil. Em Palhoça, já foram registradas quase 16.750 infecções e mais de 160 mortes por Covid-19. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (10). No mesmo dia, foram anunciadas novas medidas estaduais. Além disso, os prefeitos da Grande Florianópolis fizeram uma reunião para encontrar novas estratégias de combate ao coronavírus. 

Assim como no final de semana passado, além de suspender o funcionamento dos serviços não essenciais no próximo fim de semana, a proposta estabelece medidas mais restritivas entre os dias 12 e 19 de março.

Entre as determinações estaduais, está a proibição de fornecimento (com consumo no local) de bebidas alcoólicas das 21h até as 6h; prorrogação do uso de 500 policiais exclusivamente para a fiscalização das medidas em decreto.

Além disso, de sexta-feira (12) até a próxima sexta (19), exceto no final de semana, deve ser limitado o funcionamento de uma série de atividades por limite de ocupação até 25% e atendimento ao público das 6h até as 23h59.

Em todo o estado, no transporte coletivo haverá limitação de 50% da ocupação do veículo.

Fica proibido o funcionamento de casas noturnas, realização de shows, além de qualquer tipo de aglomeração de pessoas.


Números da Covid-19 em Palhoça

O boletim epidemiológico divulgado nesta quarta (10) aponta 16.746 casos de Covid-19 confirmados em Palhoça, sendo que 15.695 pacientes se recuperaram, 889 ainda estão sendo acompanhados pela Secretaria de Saúde e 162 vieram a óbito. 

Entre as últimas atualizações, o município registrou quatro óbitos: duas mulheres, de 46 e 57 anos, residentes no Centro e no Passa Vinte, e dois homens, de 47 e 81 anos, residentes no São Sebastião e na Barra do Aririú.

Já foram realizados 36 mil testes no município, e 18.903 suspeitas foram descartados.


A situação das unidades de saúde

Em reunião realizada também na tarde de quarta-feira (10), que contou com a participação dos prefeitos de Palhoça (Eduardo Freccia), Florianópolis (Gean Loureiro), São José (Orvino Coelho de Ávila), Biguaçu (Salmir da Silva), do secretário de Estado da Saúde (André Motta Ribeiro) e do secretário da Casa Civil (Eron Giordani), foram debatidas as dificuldades que os municípios estão enfrentando por conta da superlotação das unidades de saúde e unidades de pronto atendimento (UPAs).

Foi informada também pelos prefeitos a necessidade urgente de um apoio maior e mais eficaz do governo do estado. Dessa forma, foi cobrada a reabertura dos hospitais que estão fechados, bem como a ampliação no número de leitos disponíveis para o tratamento da Covid-19.

Segundo o que foi informado pelo secretário da Saúde, “os hospitais privados localizados na Capital que se encontravam fechados devido à superlotação serão brevemente reabertos com o remanejamento de pacientes com quadro menos grave”.

Também ficou decidida a criação de um Centro Integrado de Operações, composto pelos próprios prefeitos, secretários de Saúde e representantes estaduais, com o objetivo principal de avaliar as demandas e criar ações específicas que minimizem os impactos da pandemia na rede de saúde. A primeira reunião está agendada para esta quinta (11).


Vacinação em debate

Na sessão de terça-feira (9) da Câmara Municipal, os dois projetos de lei que a Prefeitura de Palhoça encaminhou para habilitar o município à compra de vacinas contra a Covid-19 foram aprovados.

O Projeto de Lei (PL) 0026/2021 prevê a destinação de até R$ 6 milhões para a compra da vacina e insumos necessários à vacinação. O recurso utilizado será proveniente do orçamento geral da Prefeitura. Outro PL aprovado nesta terça (9) foi o de número 0033/2021, que ratifica o protocolo de intenções firmado entre municípios brasileiros com a finalidade de adquirir vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos para o combate à Covid-19.

A aquisição das vacinas contra a Covid-19 será possível graças ao Projeto de Lei 534/21, que autoriza os estados, os municípios e o setor privado a adquirirem os imunizantes com registro ou autorização temporária de uso no Brasil. O PL 534 já foi aprovado no Senado e na Câmara dos Deputados e aguarda sanção presidencial.

Ainda na sessão de terça, o vereador Estefano Broering (Avante) solicitou um ponto de vacinação, no formato drive-thru, na região Sul de Palhoça. O projeto tramita na Casa. 


O que fecha no final de semana

Conforme determinado no novo decreto, ficam fechados das 23h de 12/03 às 6h de 15/03: 

Comércio de rua (exceto comércio essencial); shoppings, centros comerciais e galerias; 

Academias, centros de treinamento, salões de beleza, barbearias, cinemas e teatros; 

Shows, espetáculos e outros eventos de qualquer natureza - inclusive na modalidade drive-in. O mesmo vale para festas ou reuniões de caráter público ou privado como: excursões, cursos presenciais, missas e cultos religiosos;

Bares, pubs, beach clubs, cafés, pizzarias, casas de chás, casas de sucos, lanchonetes e restaurantes; parques temáticos, parques aquáticos e zoológicos;

Feiras, museus, exposições e inaugurações;

Utilização de piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos e quadras esportivas, bem como qualquer atividade esportiva;

Agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas e cooperativas de crédito;

Serviços públicos “não essenciais”, em âmbito municipal, estadual ou federal, que não puderem ser realizados remotamente;

Concentração, circulação e a permanência de pessoas em parques, praças e praias;

Aglomeração de pessoas em qualquer ambiente, seja interno ou externo, em cumprimento às regras sanitárias emitidas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg