709613614bcb2725cdaa5ef145969577.jpeg Palhoça participará da 36ª Feira Catarinense de Matemática

f90f3a05155a04f34e156874fdef6efe.jpeg Governador sanciona lei que cria nova Polícia Penal e o Estatuto que a rege

c2abafaee81eeb2b9636708c0e29f559.jpeg Brasil Atacadista de Palhoça comemora Halloween na pista de patinação

113e618973b8ebd17fca0d7d47a14e83.jpeg Pescadores de Palhoça terão ajuda para fazer recadastramento nacional

290414776c163caecd307988082d2124.jpeg Começa a pré-produção de “Ferrolho”, filme ambientado na Pinheira

7af56a643841db6a9098b402f3cb2d62.jpeg Irmão falecido há 18 anos assina letra de "Dilema", música de Guilherme Stingler

fd67d75723bfe78bda89f51eaf466587.jpeg Judoca se prepara para representar Palhoça nos Jogos Escolares Brasileiros

52b0d7288e387bb75af6dcd071294308.jpeg Atletas de Palhoça ganham medalhas na Copa Desterro de Jiu-jitsu Profissional

4591eb7458e13b72850d0266561322bb.jpeg Jovens atletas representam Palhoça em competições estaduais

b1389c69ecc88f51f017f24a6510b6da.jpeg Judoca criado dentro do programa Palhoça Esportiva é campeão estudantil

678354f0c4a3c4a0a66e5acc0f97f463.PNG PBec Brasil vence primeira partida oficial como clube profissional


Guarani recebe o líder da Série B

Depois de conquistar a primeira vitória, no último final de semana, Bugre Palhocense quer embalar no campeonato

9081dc4402dcc53a58e54b101a39241a.jpg Foto: O CANCHEIRO/DIVULGAÇÃO

Depois de vencer o Fluminense de Joinville por 2x1, no último sábado (22), o Guarani de Palhoça recebe o Almirante Barroso, líder da Série B do Campeonato Catarinense, neste sábado (29), às 15h, no Renato Silveira. Ingressos promocionais estão sendo vendidos a R$ 10.

É um “jogo grande”, na avaliação do técnico Hudson Coutinho. “É jogo grande, jogar contra o líder sempre é importante, porque motiva mais os atletas. É um jogo bom de ser jogado, mas não podemos fugir da nossa característica, que é a intensidade e a competitividade”, avalia o treinador do Guarani. “O time deles é um time bem compacto, bem experiente, que joga em velocidade, um time cascudo em relação à competição, mas nós estamos confiantes”, acrescenta.

A confiança se justifica. Primeiro, por um detalhe na campanha do rival: dos seis jogos realizados até aqui, cinco foram disputados em seu estádio, o Camilo Mussi, em Itajaí. Na única vez em que “saiu de casa”, o Barroso empatou em 2x2 com o Fluminense, em Joinville. 

E a vitória na última rodada é outro fator que ajuda o time palhocense a ganhar confiança para o restante da competição. Foi o primeiro triunfo do Guarani nesta Série B, e ele veio com sabor especial, porque o time saiu perdendo e conseguiu a virada. 

Logo no início, o jogo teve grandes emoções. O Guarani começou pressionando o adversário e teve a oportunidade de abrir o marcador no primeiro minuto, mas o goleiro Gabriel fez grande defesa em chute do atacante Thiago Silvy. No contra-ataque, o Fluminense abriu o marcador, com Weslley.

Apesar do gol sofrido, o Bugre Palhocense foi superior durante todo o primeiro tempo, assim como havia sido em quase todos os jogos até aqui. Faltava traduzir essa superioridade em gols. A sorte do time da casa começou a mudar aos 30 minutos. Após bela jogada coletiva, o volante Diogo, atleta de 18 anos formado na base do Bugre, apareceu pela ponta direita, cruzou a bola na área e o meia Léo Gago cabeceou para marcar seu primeiro gol com a camisa branca e azul.

Na segunda etapa, o Guarani continuou criando oportunidades e aos 35 minutos o meia Hegon foi derrubado dentro da grande área. O árbitro assinalou a penalidade máxima, e na cobrança, o atacante Rodrigo Silva, artilheiro da Série B (quatro gols, ao lado de Jean Carlos, do Barra), mandou a bola pro fundo das redes e decretou a primeira vitória do Guarani na competição.

A vitória colocou o Bugre na oitava colocação, com quatro pontos conquistados. Bem longe dos líderes (o Barroso lidera, com 16, e o Concórdia vem logo atrás, com 14; são os dois times que, hoje, garantiriam acesso à Série A), mas pelo menos a primeira vitória cria uma expectativa de crescimento. “A gente estava em busca dessa primeira vitória, que foi árdua, foi difícil, foi sofrida. O campeonato exige muito dos atletas, em relação à intensidade de treinos e da própria competição, então foi difícil, mas realmente a ansiedade diminuiu, porque essa demora em conseguir a primeira vitória fez com que os atletas realmente sentissem um pouco. Acredito que a expectativa seja positiva a partir de agora”, projeta Hudson Coutinho.

O treinador, porém, evita pensar em tabela de classificação neste momento. Hudson prefere encarar o campeonato rodada a rodada, e cada partida será considerada como uma decisão em particular. “Eu penso jogo a jogo, não adianta a gente agora pensar em acesso lá na frente se nós temos várias decisões, então o pensamento é competir a cada jogo. Se nós dermos uma arrancada agora, nesta reta final de turno e no início do returno, quem sabe a gente consegue um objetivo maior?”, pondera.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg