Mais do que um livro, um ecossistema

"Aventureiros da Programacão" oferece ao leitor um ambiente multiplataformas, utilizando a interação entre a obra física e o universo digital

7b7bc16d2a41ea64dbabfa4bdc6504dd.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

O pré-lançamento do livro "Aventureiros da Programação" reuniu um grupo de convidados na última sexta-feira (13), no Atrium Offices, na Pedra Branca. Os convidados participaram de uma dinâmica, em que foram desenvolvidas atividades relativas ao assunto que norteia o livro: a educação.

A rigor, “Aventureiros da Programação” é mais do que um livro: é um projeto multiplataforma. "O ‘Aventureiros da Programação’ é um livro um pouco diferente do que as pessoas conhecem. É um livro para ensinar crianças a programar em blocos, crianças a partir de oito ou nove anos. Dentro do livro, tem vários QRCodes e encurtadores de endereço que, conforme as crianças acessam, elas vão para a plataforma onde elas vão desenvolver a atividade. Então, o livro é um ecossistema, porque ele tem uma parte física, que está no livro, que conta uma história de começo, meio e fim, e as crianças vão descobrindo essa história e resolvendo os desafios. Mas elas têm todo um apoio de uma plataforma onde elas vão resolver esses desafios. Dentro do site, a gente tem todo um material de apoio de aula para os professores ou familiares que vão aplicar esse livro com as crianças", afirma Edna Paula Bonelli, especialista em Gestão Estratégica de Pessoas que assina a direção do projeto e o roteiro do livro, ao lado da consultora em Inovação Educacional Maidi Dalri, especialista em Trabalho Colaborativo e Metodologias Ativas e curadora de Tecnologias Digitais.

“Aventureiros da Programação” pretende proporcionar uma experiência instigante e desafiadora aos leitores, com o objetivo de desenvolver habilidades lógicas e socioemocionais de forma leve e divertida. “Pensamos que cidadãos do futuro terão um desafio ainda maior que o nosso: unir a realidade digital com o equilíbrio de um mundo desplugado e social. Além disso, serão necessárias novas habilidades para os trabalhos do futuro”, refletem as autoras. “Assim, criamos uma experiência que possa ser utilizada como elo entre os mundos digitais e analógicos, buscando aproximar o mundo de pais (familiares) e filhos, estudantes e professores, crianças e adultos”, acrescentam.

O leitor será um dos personagens do livro e, conforme a história avança, terá acesso a desafios online e jogos analógicos, com cartas, tabuleiros e desafios especialmente preparados para a interatividade com o leitor. “Queremos que os leitores possam se divertir, resgatar o prazer de manusear e se engajar com histórias impressas de forma integrada ao mundo digital, pelo qual são naturalmente apaixonados, ao mesmo tempo em que possam desenvolver habilidades importantes como persistência, colaboração, empatia, resiliência, dentre diversas outras, que foram pensadas com muito carinho em cada uma das atividades propostas neste kit. Isso tudo alinhado ao aprendizado do mundo da programação, que é, hoje, algo imprescindível para qualquer indivíduo”, destacam as autoras. 



Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg