Mutirão castra 120 animais no Frei Damião

Palhoça apresentou, em abril, o maior número de castrações entre os grandes municípios da Grande Florianópolis

d2af5ffe87cbcc6ebe897012f016dd67.jpg Foto: DIVULGAÇÃO/PMP

A Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea), vinculada à Secretaria Municipal de Defesa do Cidadão, realizou uma ação para a castração de animais nesta terça-feira (11), no Frei Damião. Entre cães e gatos, foram castrados 120 animais.

O mutirão de castração continuaria na quarta-feira (12), porém, em função das condições climáticas, a continuação foi remarcada para os dias 25 e 26 deste mês. “Temos protetores de animais que atuam na região e mobilizaram a comunidade, então, conseguimos fazer a castração desses 120 animais logo no primeiro dia”, comemora o diretor de Bem-Estar Animal, João Gonçalves Neto.

Para muitos tutores de animais, o caminhão de castração conveniado com a Prefeitura é a única alternativa. “São pessoas muito carentes, que teriam muita dificuldade em levar os animais para castrar em uma clínica”, acrescenta o diretor.

Em função da pandemia de Covid-19, os tradicionais mutirões de castração do Dibea foram substituídos por ações pontuais em áreas onde a situação dos animais abandonados é mais grave em termos de saúde pública, como o Frei Damião.

Mesmo diante das dificuldades impostas pela necessidade de respeitar o distanciamento social, a Dibea de Palhoça teve o maior número de castrações entre as maiores cidades da Grande Florianópolis em abril: foram 618 animais castrados, contra 400 de São José e 175 de Florianópolis.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg