Vazamento dura três meses, afirmam moradores

Situação é no Madri. Vizinhança diz ter tentado contato com a Samae para consertar o defeito

83c364d2c2268a84c31ee1cb67c61af5.jpg Foto: SOFIA MAYER

Texto: Sofia Mayer*

 

Moradores da rua das Ameixas, no Madri, afirmam que um vazamento na via segue, de forma ininterrupta, por cerca de três meses. Segundo a comunidade, mesmo com solicitações constantes, a companhia responsável pelo abastecimento de água em Palhoça, a Samae, ainda não apareceu no local.

Marcelo dos Santos Martins mora nessa rua há 15 anos e conta que problemas com vazamentos de água são uma realidade comum na via. O morador conta que, antes do problema atual, outros canos permaneceram estourados por meses, sem manutenção da empresa de abastecimento. “Estourou este da vizinha, aqui da frente, e, logo em seguida, esse de agora”, conta.

A direção da Samae alega que existe apenas um protocolo para o caso, registrado na terça-feira (10), e garante que a versão de vazamento por três meses contínuos não se confirma. A companhia informou, ainda, que o defeito na tubulação será consertado entre esta quarta-feira (11) e quinta-feira (12).

 

* Sob a supervisão de Luciano Smanioto



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg