cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


Vazamento em meio à estiagem

Moradores do São Sebastião solicitam reparos há quatro dias; casas estão sem água

b4e3127115e9fcd8b4aea4dce87ef900.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Por: Sofia Mayer*

 

Em pleno período de estiagem, moradores de um loteamento no São Sebastião estão assistindo a uma situação de desperdício de mãos atadas. Populares afirmam que, há quatro dias, um vazamento, em um dos lotes do Green Village, está jorrando água ininterruptamente, ao mesmo tempo em que a comunidade reclama de desabastecimento nas casas. Desde o início do problema, na terça-feira (2), os munícipes vêm solicitando reparos à Secretaria Municipal de Abastecimento e Esgoto de Palhoça (Samae), que ainda não compareceu ao local. 

Mesmo com obras para otimizar a pressurização da água, o bairro continua sendo um dos locais mais afetados pelo desabastecimento no município, colecionando relatos de escassez. Para um dos moradores do loteamento, a frustração vem, principalmente, porque a situação poderia ser facilmente resolvida. “O que mais nos deixa tristes é o descaso com o desperdício de água. Como a tubulação é grande, tem muita água indo fora”, relata. Ele comenta que voltou a ir, pessoalmente, à Samae na manhã desta sexta-feira (5): “Disseram que não têm previsão para arrumar”.

O munícipe conta que, em menos de 30 dias, essa é a terceira vez que a tubulação é rompida. “É um loteamento novo, somos em seis famílias sem água”, conta. Ele reclama que, enquanto a Prefeitura pede economia de água, sente que a empresa responsável pela distribuição não está interessada em resolver o contratempo.


Período de estiagem

Enquanto a água vaza no loteamento, Palhoça segue em situação de emergência, por conta da estiagem. Desde o dia 19 de maio, a Prefeitura vem pedindo à população que o consumo seja racional e controlado. De acordo com o Decreto 2.587, o uso de água tratada para limpar calçadas, passeios públicos, pátios de imóveis e lavar veículos está proibido. 

Após ser questionada, a Samae informou que os reparos já estão programados e devem acontecer nos próximos dias.


* Sob a supervisão de Luciano Smanioto


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg