Lago da Pedra Branca continua interditado

Autoridades alertam para que a população não entre em contato com a água e que se mantenha longe do local, interditado no dia 11 de maio

8b1ffceea9a80df8b1d3fda3bb8e7b8d.jpg Foto: DIVULGAÇÃO/PMP

A Prefeitura de Palhoça mantém o alerta quanto ao risco de contaminação no lago do bairro Pedra Branca, onde peixes e aves continuam sendo encontrado mortos. A orientação é para que a população não entre em contato com a água, que não deve ser utilizada para qualquer finalidade, e que se mantenha longe do local. Por medida de segurança e prevenção, o lago permanece interditado.

Na tarde desta terça-feira (21), representantes da Defesa Civil de Palhoça, Vigilância Sanitária municipal e estadual, Vigilância Epidemiológica, Secretaria Municipal de Saúde, Fundação Cambirela de Meio Ambiente (FCam), Secretaria Municipal de Segurança Pública e Associação de Moradores da Pedra Branca (AMO) se reuniram para apresentar a análise da água, que indicou ausência de produtos químicos, ou seja, o problema em questão é biológico, conforme indícios de botulismo.

O grupo aguarda novos laudos, que vão indicar o nível de oxigênio da água e a presença ou não de coliformes fecais. Ações de caráter emergencial ainda serão realizadas, como a remoção dos animais sobreviventes para quarentena de tratamento e instalação de aeradores para aumentar a movimentação, renovação e oxigenação da água.

A partir do dia 4, a AMO constatou que vários patos apareceram mortos às margens do lago na Praça dos Lagos, sendo recolhidos imediatamente. Diante do fato, a AMO buscou auxílio profissional de uma veterinária especializada em Patologia de Animais Silvestres, que após verificação no local informou que a suspeita era a de contaminação por botulismo. Também realizou a coleta de amostras de água e animais para confirmação laboratorial.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO/PMP DIVULGAÇÃO/PMP
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif