Furtos de fiação voltam a acontecer

Na madrugada desta sexta-feira (20), uma papelaria, no Centro, foi alvo dos criminosos

32174b85e1e3f6c72ce120651e0898c3.jpeg Foto: Palhocense

Por: Sofia Mayer*

Furtos de fiação elétrica voltaram a ser um problema em Palhoça. Só nesta semana, dois pontos conhecidos da região central foram alvo dos criminosos. Os materiais costumam ser vendidos clandestinamente a ferros-velhos.

 

Na sexta-feira (20), foi a vez de uma papelaria amanhecer sem energia elétrica, depois de ter os fios tomados durante a madrugada. A ação aconteceu na rua Belarmino Antônio da Silva, nos fundos do estabelecimento, no Centro. 

 

Os funcionários do local, onde funciona também uma lotérica, passaram a maior parte do dia sem conseguir trabalhar, já que a luz só foi restabelecida no meio da tarde. “Estamos sendo alvos desses meliantes, que estão completamente sem punição. Estão fazendo de nossa Palhoça uma festa noturna”, desabafou a proprietária, Leila Silveira, em vídeo gravado nesta manhã.

 

A empresária propõe que uma ação coletiva seja feita para coibir os furtos, que volta e meia atormentam os munícipes, sobretudo no Centro do município. “Acho que virou um caso público”, disse. Segundo ela, não há segurança, principalmente no período da noite. “Sou moradora desse município maravilhoso há 56 anos, e nunca enfrentei tantas dificuldades em ter comércio aqui”, lamenta.

 

No último final de semana, bandidos roubaram fios elétricos e materiais de cobre de um aparelho de ar-condicionado na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palhoça. Feito o Boletim de Ocorrência, a PM informou à entidade que a possibilidade é de que o crime tenha sido executado em conjunto, com a atuação de pelo menos duas pessoas. 

 

Problema recorrente

 

Casos de roubos de materiais não são novidade em Palhoça. Em agosto, o jornal Palhocense chamou atenção para furtos de portões de alumínio, peças de ar-condicionado e fiação elétrica que vinham acontecendo em diferentes partes do município (lembre aqui).

 

Antes disso, em 2019, as ações dos criminosos chegaram a prejudicar até mesmo o sistema de esgoto do loteamento Nova Palhoça. À ocasião, eles estariam roubando fios das estações elevatórias que bombeiam o esgoto para a unidade de tratamento.

 

Apesar das ocorrências, a Polícia Militar informa que há uma média semanal menor de casos, se comparado com o mês de outubro, quando uma média de 19,5 furtos eram registrados por semana. Neste mês, o índice caiu para 14,5. “A situação está controlada e, no curto prazo, denota curva descendente”, informa o subcomandante do 16º Batalhão da Polícia Militar, Major Marcello Wagner.


 

Ferros-velhos

 

A Polícia Civil costuma fazer um trabalho de fiscalização de ferros-velhos de Palhoça, onde há receptação de fios e outros objetos de valor. Vale lembrar que quem compra esse tipo de material furtado está incorrendo na prático do delito de receptação, presente no artigo 180 do Código Penal. 

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg