f8cd4f6b92c2fc70f0e82ac7e1a42880.jpg Vacinação em SC: estado ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

1069b9477a3a0d2f867498dc62b62e0e.jpeg Campanha quer melhorar autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade

5f9a9fdb32314194b4a64723f76fca64.jpeg Membros da comunidade se mobilizam para preservar vegetação na Pedra do Urubu

de47197475943f65b8890285981920fa.PNG Inspirada por Nelson Rodrigues, escritora de Palhoça lança livro de contos

c64875ae6408469efef36af9aa564775.jpeg ViaCatarina recebe mais uma edição da Feira do Artesanato

9570bba7c4646e5c724a73492d325f77.jpeg Produzido em Palhoça, EP de estreia de Yaju está disponível nas principais plataformas digitais

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

06dcb5028c047a5c6a4971990792762d.jpeg Halterofilismo: Rogério Anderle é campeão no Sul-Brasileiro 2021

b056d29d794b5e1bd70c65f106382a3b.jpg Governador Carlos Moisés abre a 60ª edição dos Jasc e destaca investimentos históricos no esporte

La Niña antecipa chegada do frio em SC

O La Niña é um fenômeno global que causa resfriamento das águas do Pacífico e gera uma série de mudanças nos padrões de chuva e de temperatura em todo o planeta

25bc4b823cc7ff25c5fb563cc4c88f6f.jpg Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Arquivo / Secom

Dia 19 de março é o último dia do verão no hemisfério Sul, que neste ano foi um pouco mais frio que o normal devido à influência do La Niña, inclusive com registros de geada nas regiões mais altas do Planalto Sul catarinense. O fenômeno ainda persiste no outono e será o responsável pela chegada antecipada do frio. Segundo a meteorologista da Epagri/Ciram Gilsânia Cruz, a previsão é de temperatura abaixo da média nos meses de abril e maio.

O La Niña é um fenômeno global que causa resfriamento das águas do Pacífico e gera uma série de mudanças nos padrões de chuva e de temperatura em todo o planeta. Gilsânia explica que neste verão ele favoreceu a chegada de massas de ar frio com intensidade moderada e chuva mais frequente no início da estação em Santa Catarina, fatores que refletiram em temperatura mais baixa durante o dia. O verão também foi marcado por chuva acima da média, muitos temporais e até alagamentos e deslizamentos, principalmente na Grande Florianópolis e no Litoral Norte.

Previsão para outono de 2021

De acordo com a meteorologista da Epagri/Ciram Laura Rodrigues, no outono de 2021 está prevista a chegada de massas de ar frio mais intensas em Santa Catarina em abril e maio, com formação de geada ampla em diferentes regiões do estado, resultando em temperatura abaixo da média. “Em relação à chuva, a previsão é de totais próximos a abaixo da média climatológica”, diz ela. A estação ainda registra a atuação da La Niña, mas o fenômeno vai perdendo força nos próximos meses.

Laura explica que no outono são comuns os chamados veranicos, períodos prolongados de temperatura mais elevada (acima de 30°C), grande amplitude térmica diária (diferença de temperatura mínima e máxima) e nevoeiros associados à nebulosidade baixa, com redução de visibilidade. “Outra característica marcante na estação é a sensível diminuição do volume de chuva, sobretudo nos meses de abril a junho”, diz ela. 

Mesmo assim, a meteorologista ressalta que no outono também podem ocorrer chuvas fortes e volumosas em em curto intervalo de tempo, temporais com raios, granizo e ventania, ondas de frio e períodos de estiagem. “Por isso é importante acompanhar a atualização dos avisos meteorológicos diários da Epagri/Ciram”, reforça.

Mais informações e entrevistas: Gilsânia Cruz e Laura Rodrigues, meteorologistas da Epagri/Ciram, pelo fone (48) 3665-5007



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg