cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


Micaela Mello disputa vaga em Tóquio

Atleta de Palhoça tem chance de disputar a Olimpíada na prova de 100 metros com barreiras

1c027a98f1bc741e307754f0775b350c.jpeg Foto: WAGNER CARMO/DIVULGAÇÃO

Por: Willian Schütz*

A moradora de Palhoça Micaela Mello está disputando uma vaga para competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, na prova de 100 metros com barreiras. 

Em clima de superação e de Olimpíadas, os últimos tempos têm sido agitados para a jovem atleta, que integra a equipe da União Catarinense de Atletismo (UCA), de São José. “Nos últimos dois meses, eu acho que não fiquei nem sete dias em casa, com o meu noivo e minha família. O que é difícil, mas tenho certeza de que vai valer muito a pena, para conquistar a realização de um sonho”, introduz Micaela Mello.

Desde o dia 8 de junho, Micaela está em São Paulo, onde desembarcou para competir no 40° Troféu Brasil Loterias Caixa de Atletismo, em Bragança Paulista. Junto das atletas Lara Beatriz da Silva, Anny Bassi e Caroline Tomaz, ela conquistou a medalha de prata no revezamento feminino 4x100m. 

Após o término da competição, Micaela voltaria a Palhoça, mas a Confederação Brasileira de Atletismo decidiu realizar mais duas competições, para que os atletas que estivessem em busca de pontos e índices para a Olimpíada pudessem conquistá-los. Assim, no domingo (20), a atleta de Palhoça disputou a primeira edição de 2021 do Meeting Internacional e saiu com uma vitória duplamente gratificante: além de ter conquistado a medalha de ouro, conseguiu o melhor resultado da carreira, com 12seg90 nos 100 metros com barreiras. Com essa marca, Micaela se aproximou ainda mais do índice olímpico, que é 12seg84. 

Já na quarta-feira (23), às 11h15, a atleta disputou a segunda edição do Meeting Internacional, também nos 100 metros com barreiras, e atingiu o índice olímpico, finalizando a corrida em 12seg75.

Apesar de, nas duas últimas corridas, o vento estar acima do permitido, os resultados contam para a soma de pontos do ranking mundial, o que ajuda a atleta a sonhar com Tóquio.

O prazo de qualificação para o Japão termina na terça-feira (29), e o início dos Jogos está confirmado para o dia 25 de agosto.

Micaella nunca esteve tão próxima de ir às Olimpíadas. A jovem conta que sempre morou em Palhoça, mas que recebe apoio do município de São José desde o início da carreira. Ela começou a praticar esportes aos cinco anos de idade. Dos seis aos 12 anos, Micaela participou do projeto de triatlo sediado em São José. Já com 12 anos, em 2012, ela começou a praticar o atletismo. E a partir disso, despontou no esporte, participando de competições espalhadas pelo Brasil e em outros países. 

Mas, há cinco anos, o foco mudou. “Em 2016, eu tive uma reunião com meu grupo de treinamento e com meu treinador, em que assumimos um compromisso de ir para as Olimpíadas”, conta, descrevendo como passou a perseguir esse sonho. “Então, nos últimos cinco anos eu tenho treinado pra isso, todos os dias”, revela. “Tenho treinado por etapas, indo para Sul-Americanos, Campeonatos Mundiais, Pan-Americanos e outras competições”, pontua a atleta. 

Além das conquistas no esporte, atualmente a jovem estuda em uma universidade norte-americana do estado de Washington – por enquanto, na modalidade de ensino remoto. Essa oportunidade surgiu por conta do ótimo desempenho de Micaela nas competições internacionais. 

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg