Moradores aguardam obra em rua desde 2017

Poeira tem intensificado casos de doenças respiratórias

95ee5c0e4a143dc26255178be2170107.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Por: Sofia Mayer*

 

Faz tempo que os moradores da rua Nossa Senhora das Graças, no Alto Aririú, se mobilizam para que a via seja pavimentada. Se não bastasse a estrutura de chão batido, a rua tem servido de acesso para caminhões de carga e descarga de um supermercado próximo. Um dos reflexos desse fluxo é o deslocamento intenso de poeira, que diariamente invade as residências do entorno. Há quase três anos, populares criaram um abaixo-assinado para solicitar a pavimentação da via. O documento foi entregue ao Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) e repassado à Prefeitura. Como nada foi feito, uma nova petição está sendo preparada pela comunidade.

O supermercado foi inaugurado há cerca de cinco anos na avenida São Cristóvão e passou a utilizar a rua Nossa Senhora das Graças como acesso dos fundos. Marilani Luzia Coelho, responsável pelos abaixo-assinados, afirma que, desde então, moradores permanecem com as casas fechadas, devido à alta incidência de poeira. “Meu pai tem 80 anos e problemas respiratórios, faz transfusão de sangue e plaquetas de 15 em 15 dias. É desumano ter que enfrentar essa poeira”, desabafa. Ela conta que os quadros de asma e bronquite dos pais se agravaram com a situação. ”Eu nunca tive problemas respiratórios, e passei a ter tosse. Tomo remédio direto para isso”, complementa.

A região vive um período prolongado de estiagem, o que favorece a corrente de poeira em direção às casas. Pensando em conter, de forma paliativa, o avanço das partículas, munícipes solicitaram que o dono do supermercado arrumasse um carro para molhar a estrada. “Fomos atendidos por uns dias, mas parou por aí”, conta Marilani. A moradora lembra que a rua não tinha saída para outras vias, mas abriram para garantir acesso aos fundos do estabelecimento: “Era uma rua tranquila, mudou muito”.

O próximo passo deve ser a entrega de um novo abaixo-assinado à Prefeitura, com solicitação de calçamento da rua. Ainda em 2017, ano em que a primeira petição foi feita, o vereador Fábio Coelho chegou a publicar uma indicação para que o local fosse pavimentado. “Sempre cobramos o Executivo, mas nem sempre nos atendem”, afirma. O vereador garante que exigirá, novamente, a manutenção da área. 

Segundo os moradores, só nivelar a terra com máquinas, como já foi feito, não ajuda no problema. “Eles vêm sem material nenhum, passam a máquina e deixam uns 10 centímetros de areia solta. Aí é que a poeira fica mais forte”, explica Marilani. Ela afirma que precisou inserir pedriscos em frente à casa dos pais para amenizar os transtornos.

Questionada sobre a situação da rua Nossa Senhora das Graças, a Secretaria de Infraestrutura e Saneamento de Palhoça afirmou que, no momento, está elaborando os projetos e aguardando a liberação de recursos para executar a obra.

 

* Sob a supervisão de Luciano Smanioto


Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif