0018acfd3a4589ba9a37dec3dfe3f847.jpg Covid-19: como fica a vacinação nesta quarta-feira (08)

5fc9fe267fd4209dc5ec0527bef52bfd.jpeg Polícia Rodoviária Federal promove doação de brinquedos

ad429bfc43c61bfcd1caca1612b59100.jpeg Encontro virtual sobre mudanças climáticas e sociais ocorre nesta terça (7)

69e772c5808f26b5e49e0f2b22975e57.jpg Secretaria de Saúde reforça importância da aplicação da dose de reforço

c8c125531c8b83654f9309cecc6a2724.jpeg PRF flagra 37 motoristas dirigindo sob efeito de álcool em Palhoça

11d4d8dfbedca0fc2f3758ec2013de07.jpg Final da Copa Sênior Palhoça de Futebol é nesta terça-feira (7)

d6d50a1ca4d89a2580356c2c407d6130.jpeg Atletas da FMEC conquistam medalhas no Brasileiro de taekwondo

27e11cacd416c88131ac3f88f6e81065.jpg Copa do Mundo de Amadores contará com dois times de Palhoça

Novo reajuste do pedágio é autorizado pelo TCU

Arteris ainda avalia decisão do tribunal, que quer reduzir valor da obra do Contorno Viário. Questão é um dos impasses nas obras em Palhoça

a7676b9e860b909c6bfd98c8eda57183.jpg Foto: ARQUIVO JPP

Por: Sofia Mayer*

Após o Tribunal de Contas da União (TCU) autorizar, na última quarta-feira (4), o reajuste da tarifa do pedágio no trecho da BR-101 entre Palhoça e Paraná, a discussão sobre as obras do contorno viário na região Sul do município volta a ganhar força. Isso porque a Arteris Litoral Sul, concessionária responsável pelo trecho, havia sinalizado que precisaria do aumento para garantir reequilíbrio financeiro do contrato de concessão.

O reajuste autorizado, no entanto, deve ser menor do que os 44% estabelecido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em agosto. À época, o TCU suspendeu o acréscimo, permitindo apenas o repasse da inflação (tarifa hoje está em R$ 3,00 para carros). Um termo aditivo, com reajuste contratual na obra do Contorno Viário, que adicionaria cerca de R$ 900 milhões à obra, também foi barrado.

A nova decisão do TCU, porém, garante um desconto no valor das obras que não estavam previstas no contrato original. 

A nova data e o valor exato a ser cobrado no pedágio ainda não foram confirmados. 


Posicionamento da Arteris

Em relação ao início das obras do Contorno Viário, a concessionária segue avaliando a decisão do Tribunal de Contas da União, proferida na última quarta-feira. No momento, a Arteris aguarda o posicionamento da ANTT para se manifestar sobre o assunto. A agência reguladora tem um mês para reapresentar estudos de cálculos ao TCU.


Histórico

A discussão do reequilíbrio acontece desde final de 2019. Um dos fatores que levou o TCU a suspender o aumento do pedágio em agosto seriam divergências orçamentárias. Os problemas em relação ao prazo de conclusão do contorno viário, que deveria ter sido entregue em 2012, também são uma questão para o Tribunal de Contas da União.

* Sob a supervisão de Alexandre Bonfim

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg